Publicidade
Publicidade

O ex-presidente da República Luiz Inácio #Lula da Silva sofre uma investigação da Operação #Lava Jato por supostamente estar inteiramente envolvido em esquemas de propinas envolvendo empreiteiras durante o seu governo como presidente do Brasil, entre 2003 e 2010, sendo que a suspeita surgiu através de delações dos próprios membros da Odebrecht e OAS.

O juiz federal Sérgio Moro está trabalhando no julgamento de um apartamento em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, o qual o Ministério Público Federal (MPF) acusou o ex-presidente de nunca ter pago aluguel do imóvel e ter utilizado o mesmo sendo bancado pela Odebrecht, em forma de propinas.

Publicidade

Moro obriga Lula

O ex-presidente Lula apresentou ao juiz federal Sérgio Moro o que o mesmo havia pedido, que são os recibos de aluguéis pagos pelo apartamento em São Bernardo do Campo, pois, após a denúncia do MPF, o petista teve que provar que a locação existia era paga por ele. Porém, os recibos foram analisados e o Ministério Público Federal acusou novamente o petista. Desta vez, afirmou que os documentos apresentados são "ideologicamente falsos".

Para que Lula tenha o direito de se defender da acusação do MPF, o juiz federal Sérgio Moro ordenou para que o ex-presidente apresente os recibos originais de aluguel [VIDEO] do apartamento. Caso contrário, a denúncia seguirá e o petista pode ser acusado de ter recebido propinas da empreiteira Odebrecht.

Lula poderá se candidatar?

Será muito difícil para o ex-presidente Lula se candidatar nas eleições presidenciais de 2018, já que esse é o seu maior desejo no momento, até porque o petista já é condenado em primeira instância pelo caso do tríplex no Guarujá, em Litoral de São Paulo, imóvel que o petista também é acusado de ter recebido em forma de propinas, pois Lula teria favorecido a empreiteira OAS em de contratos firmados com a empresa estatal Petrobras durante o seu governo.

Publicidade

A condenação em segunda instância sobre este caso deve sair antes das eleições de 2018 começarem, mas o petista tem mais uma série de inquéritos em que é réu, como o do apartamento de São Bernardo do Campo, que pode causar uma prisão em flagrante para o ex-presidente Lula por ter falsificado os documentos apresentados [VIDEO] ao juiz federal Sérgio Moro.

Agora, a força-tarefa da operação Lava Jato aguarda o ex-presidente apresentar os documentos originais para que ele possa provar que não utilizou o imóvel com o "patrocínio" da Odebrecht. #SérgioMoro