Rodrigo Maia [VIDEO] (DEM-RJ) assumiu a presidência da Câmara dos Deputados como aliado de Michel Temer. Após um ano, essa relação fica cada vez mais estremecida. O bom convívio entre o deputado e o #Planalto começou a piorar quando Maia acusou o PMDB de tentar deter o crescimento do Democratas, seu partido. Após essa declaração, Maia já jantou com deputados de oposição e proferiu diversas críticas ao governo Temer. Os antes encontros e jantares entre ambos não são mais observados também.

Segundo matéria publicada pelo Estadão no último domingo (8), Michel Temer considera Rodrigo Maia uma incógnita. Porém, o peemedebista já ordenou a seus articuladores que esfriem a relação, principalmente agora que haverá uma votação na Câmara para definir seu futuro e de dois dos seus principais ministros, Eliseu Padilha e Moreira Franco.

Publicidade
Publicidade

Na última terça-feira (3), foi realizado um jantar na casa da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), opositora a Temer. Também segundo matéria do Estadão, Maia teria dito durante o jantar que queria aos poucos se afastar de Michel Temer. A principal preocupação do presidente da Câmara é a impopularidade recorde do peemedebista.

Maia já garantiu que deve disputar no pleito de 2018 a releição como deputado. Porém, o DEM ainda pensa em um possível cenário em que Maia será candidato à presidência da República. #Dentro da política