Publicidade
Publicidade

Em um dos primeiros depoimentos do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva para o juiz federal Sérgio Moro [VIDEO], no processo que envolve o triplex do Guarujá, uma pergunta foi colocada em questão pelo magistrado.

Moro quis saber qual foi a participação do petista na refinaria Abreu e Lima. Talvez um tanto surpreso com a pergunta, Lula explicou tudo de uma forma estilosa e corrupta, sem receios de que suas atitudes não fossem as mais adequadas para o país.

De acordo com o petista, todos queriam essa refinaria. Pernambuco queria, Espírito Santo queria, Ceará e Rio de Janeiro também queriam. Porém, em um encontro no estado de Pernambuco com o ex-presidente venezuelano Hugo Chávez, que na época estava no cargo, nasceu o interesse dos dois países fazerem a refinaria.

Publicidade

Mas qual seria o propósito de Lula nesse acordo? Para o ex-presidente, o Brasil estava com um superávit de R$ 5 bilhões e ele queria equilibrar a balança comercial com a Venezuela. Pois, segundo o petista, não era correto um país grande como o Brasil ter um superávit enorme com um país pequeno como a Venezuela.

Acordo não cumprido

O acordo ente Lula e Chávez tinha os seguintes propósitos: o Brasil entraria com 60% das despesas e a Venezuela com 40%. Chávez acabou dando um calote e Lula acabou arcando sozinho com tudo. Enquanto o então presidente venezuelano não desembolsou nenhum centavo, Lula teria achado um jeito fácil de pagar as despesas. Ele viu uma mina de dinheiro na Petrobras e tirou o que podia de lá.

Em 2005, o projeto foi anunciado pelo ex-presidente. O valor da refinaria ficaria em R$ 2,3 bilhões.

Publicidade

Seria inaugurada no ano de 2014 e seriam produzidos 230 mil barris por dia. A situação mudou com o passar dos dias. Atualmente, as despesas já chegaram a R$ 20 bilhões e as obras ainda não terminaram. E a quantidade de barris que é retirado por dia está na base de 100 mil. Foram erros em cima de erros, com previsões totalmente erradas. Quem pagou por tudo foi a Petrobras, foi o povo.

Moro chegou a perguntar o porquê de tanto atraso e superfaturamento nas obras. Lula apenas disse que obras geralmente atrasam e que isso é normal.

Inútil

A refinaria Abreu e Lima se tornou a mais cara do mundo e também a mais inútil. Lula não ficou nem um pouco nervoso com todos esses dados negativos. Ele não gastou nem um centavo dele, pelo contrário, ele teve um lucro gigantesco, de acordo com as informações da revista Veja.

Lula [VIDEO] recebeu da construtora OAS R$ 2,5 milhões apenas por ter autorizado a construção. É natural que agora o petista lute para que a Petrobras não seja privatizada. Conforme detalhes do colunista da Veja, Augusto Nunes, vários vizinhos do Brasil estão atentos com obras desse tipo e sonhando com Lula no poder para realizar os seus desejos.

Uma coisa é certa, não faltarão empresas interessadas em dar milhões para presidentes em troca de obras irregulares bilionárias. #SérgioMoro