Publicidade
Publicidade

O Instituto Ipsos em conjunto com o jornal Estadão divulgou a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos nesta última semana. O questionamento e os números apresentados não refletem a intenção de voto dos eleitores, mas sim a avaliação de aprovação ou não dos nomes dos pré-candidatos. Entre os políticos que apareceram na pesquisa, o ex-presidente #Lula é o que possui melhor avaliação positiva, com 43%.

O provável candidato à Presidência da República [VIDEO] pelo PSDB [VIDEO], governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, registrou uma avaliação positiva de 24%, quase vinte pontos percentuais a menos do que o pré-candidato petista.

Publicidade

Já Marina Silva, pré-candidata pela Rede, registou 35% de aprovação dos eleitores questionados.

Queda livre

Um número que vem chamando a atenção cada vez mais é a crescente taxa de rejeição do prefeito marqueteiro, João Doria (PSDB). Nos primeiros meses do ano, o marketing pessoa do "gestor" fez com que ele chegasse a sonhar em puxar o tapete do padrinho político, Geraldo Alckmin, e se visse no pleito presidencial em 2018. Mas parece que o conto de fadas do empresário virou abóbora. A taxa de rejeição de João Doria aumentou de 56% para 63%. Para se ter um comparativo, o ex-presidente Lula possui uma taxa de rejeição de 56%. #Dentro da política