Publicidade
Publicidade

A #Polícia Federal (PF) tem realizado investigações sigilosas dentro do presídio, em Benfica, Zona Norte do Rio, onde se encontra o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral e descobertas impressionantes foram feitas.

De acordo com os investigadores, Cabral estaria financiando dossiês contra o juiz Marcelo Bretas, que comanda a #Lava Jato no Rio.

Um grupo de Cabral passou a montar dossiês contra os investigadores. Conforme a denúncia, o ex-governador teria um fundo milionário para bancar uma possível devassa na vida de Bretas e sua esposa. Existem vários acessos suspeitos feitos após Cabral ter sido preso, no ano passado.

Publicidade

As consultas teriam sido feitas em três delegacias e já se sabe quem seriam os funcionários responsáveis pelos acessos.

No dia 26 de setembro foram feitas oito consultas para investigar registros de ocorrências de Bretas e da sua esposa, uma juíza.

Indireta a Mendes

O juiz Marcelo Bretas foi questionado sobre as investigações, mas afirmou que não vai comentar nada. Portanto, pode-se chegar a conclusão de que o juiz estava sendo espionado por Cabral, o que não deixa de ser uma ameaça.

Bretas afirmou que não vai comentar sobre isso, por enquanto. "Melhor não falar", disse ele.

Em conversa com investigadores, o juiz ressaltou que sabia que teria sua vida investigada por esses criminosos, que tentariam de qualquer forma buscar alguma coisa de errado para tentar derrubá-lo das investigações.

Publicidade

Em uma frase polêmica, Bretas deu uma indireta para o ministro Gilmar Mendes: "Quem sabe não tem um documento (de ameaça) com firma reconhecida no cartório".

Apenas para relembrar, o magistrado tinha determinado que Cabral fosse transferido para um presídio federal, após ele, em depoimento, citar trabalhos com bijuterias da família do magistrado. Bretas entendeu que aquilo seria uma ameaça. Porém, Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) [VIDEO], impediu a transferência do ex-governador para o presídio federal e acabou sendo alvo de várias críticas.

Defesa de Cabral

Os advogados do ex-governador negaram os dossiês. Segundo a defesa, estão sendo criados "embaraços" para colocarem Sérgio Cabral e o juiz Bretas em conflitos. Possivelmente, querem que ele seja transferido para um presídio federal e estão agindo com mentiras.

A PF continua as investigações [VIDEO], porém tudo está sendo tratado com sigilo já que envolve investigadores da Lava Jato do Rio. #STF