Publicidade
Publicidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua sua caravana pelo país. Nessa etapa, a caravana de Lula está passando pelos estados de Espírito Santo e Rio de Janeiro. O petista tem abordado o tema que fala sobre violência.

Em seus discursos, o petista tem afirmado que para reduzir o índice de violência é necessário aumentar o número de empregos e salário. Foi na cidade de Campos, que pertence ao Norte Fluminense no Rio de Janeiro que o petista fez tais declarações.

Ao se referir ao polêmico assunto sobre a posse de arma, ele afirmou que não daria fuzil para qualquer fazendeiro, porém daria terra para trabalhador. Durante o discurso, Inácio afirmou que já ouviu algumas pessoas declararem que pretendem combater o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Publicidade

O deputado Jair Messias Bolsonaro [VIDEO] do PSC-RJ tem uma visão completamente contrária a do ex-presidente. O político já defendeu que fazendeiros deveriam usar fuzis contra invasões do MST. Uma das grandes bandeiras de Jair é a liberação do porte de armas.

Lula seria eleito presidente em todos os cenários de acordo com pesquisa

Segundo uma pesquisa publicada no último sábado (2) pela Datafolha, em todos os cenários possíveis quem lidera é o ex-presidente. As intenções de votos em Lula variaram de 34% a 37%. Também, em todos os cenários, Bolsonaro ficava em segundo lugar na disputa presidencial. As pesquisas mostraram que a intenção de votos em Jair varia entre 17% a 19% sempre que ele aparecia nos cenários em que disputaria a eleição com Luiz.

O povo fluminense foi ‘enganado’ por políticos

Ainda durante sua caravana, Silva falou sobre a atual crise que se instalou no Estado do Rio de Janeiro.

Publicidade

Vale lembrar, que o povo carioca teve ao mesmo tempo o atual presidente do Legislativo preso, juntamente com três ex-governadores.

Lula não citou nomes, mas em seu discurso ele questionava como o povo do Rio que foi tão traído pelos seus próprios políticos, ainda conseguia ser tão alegre e fantástico.

Caravana e pré-candidatura

Na próxima quinta-feira (7), provavelmente Silva fará uma visita ao Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Alguns dirigentes do Partido dos Trabalhadores desejavam que Lula cancelasse sua viagem pelo Rio. Eles temem que o nome de Lula [VIDEO] possa de alguma forma ser associado a Garotinho e Cabral.

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com relevância para a nossa sociedade. #Lula vs Bolsonaro #Lula Ataca Bolsonaro #Lula discurso