Publicidade
Publicidade

Ministros do governo Temer [VIDEO] estão usando os jatos da Força Aérea Brasileira (#FAB) para carregar lobistas, amigos e parentes, segundo matéria veiculada pelo site MSN nesta segunda-feira (11). A reportagem feita pelo site foi baseada em informações da Lei de Acesso à Informação, com dados de viagens de 12 ministros que não cumpriram o que determina o decreto 4.244/2002, que dispõe das normas para utilização das aeronaves da FAB.

Segundo o decreto, o uso da frota é apenas para o transporte de vice-presidente, dos ministros de Estado [VIDEO], chefes das Forças Armadas e dos três Poderes. Não é autorizado o embarque de pessoas sem função ou cargo público, a não ser que tenha autorização especial do ministro da defesa.

Publicidade

Mas não é o que tem acontecido. Veja a seguir.

O uso indevido das aeronaves da FAB

De acordo com a publicação, dos dados apurados sobre os 12 ministros, se pode verificar que seis deles levaram junto em sua comitiva, esposas e filhos, e parte das viagens foi para cumprir agendas em locais turísticos.

Outro ministro deu carona para a esposa de um colega de Esplanada, três transportaram empresários ou lobistas e outros três levaram amigos. Algumas pastas (sete delas) não apresentaram a relação de passageiros.

Desligado recentemente das Cidades, Bruno Araújo (PSDB) levou em pelo menos seis viagens a sua esposa. Em junho de 2016 eles teriam embarcado para Campina Grande (PB) para a abertura da festa "Maior São João do Mundo" e em seguida foram para Recife, onde moram - isso foi em uma sexta-feira.

Publicidade

Em abril, saiu de Brasília para Foz do Iguaçu um voo com uma comitiva de casais. O voo teria sido requisitado por Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento, e Sarney Filho. Este último levou também a esposa. No mesmo voo estavam - junto com suas esposas - Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor de Temer, Romero Jucá (PMDB-RR), Ives Gandra (presidente do TST) e Arthur Maia (PPS-BA). O evento aconteceu em um resort e durou três dias.

Voos são utilizados para ministros irem para casa

Em julho, uma reportagem da BandNews apontou para o aumento da utilização dos voos da FAB no #governo temer em 40%. Um decreto assinado pela ex-presidente Dilma Rousseff, em 2015, proíbe o uso dos jatos para ir e voltar para casa. Entretanto, a BandNews fez um levantamento que apontou que, entre janeiro março de 2017, houve uma média de quase seis voos por dia, entre os ministros de Temer e outras autoridades.