Publicidade
Publicidade

O Planalto decidiu que é necessário um candidato no pleito presidencial do próximo ano para fazer a defesa das ações econômicas feitas pelo governo. Foi detectado que os diversos outros candidatos irão bater constantemente no governo impopular de Temer [VIDEO], e seria mais do que necessário que pelo menos alguém fizesse o papel de escuto. Geraldo Alckmin, possível candidato do PSDB, ou qualquer outro nome tucano não deve querer associar seu nome a um governo tão impopular como o atual.

A primeira opção é o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles [VIDEO]. Seu nome surgiu a partir de setembro, quando foi detectada essa necessidade.

Publicidade

Meirelles é o cabeça das reformas defendidas pelo governo e bem quisto pelo mercado. Como é o nome do pacote econômico do governo, nada mais justo do que ele ser a figura que teria a obrigação de defendê-lo no pleito presidencial.

Henrique Meirelles vem ganhando mais destaque nas últimas semanas. Dando mais entrevistas, até algumas frases mais polêmicas, como as contra o PSDB e Geraldo Alckmin, o ministro se tornou uma figura mais assídua no Twitter, por exemplo.

O discurso adotado por Meirelles e pelo governo é o de tentar mostrar que a economia está dando sinais de melhora e os empregos estão crescendo novamente. #Michel Temer #Dentro da política