Publicidade
Publicidade

Apesar de as candidaturas só se tornarem oficiais depois do dia 15 de agosto desse ano, quando os nomes dos presidenciáveis são então divulgados pela imprensa brasileira, é possível que o eleitorado tenha um quadro formado com os possíveis presidenciáveis.

Ficam de fora da lista nomes como o de Luciano Huck, que já declarou que não será candidato, apesar da possiblidade de ser apenas uma jogada de marketing, podendo voltar atrás.

Estando ainda faltando oito meses para a data de oficialização das candidaturas, muitas águas podem ainda rolar, podendo surgir alguns nomes e outros desaparecer.

De momento, o Brasil estaria nas mãos de um dos nomes a seguir

1 - Álvaro Dias

O Senador Álvaro Dias [VIDEO] é do PTN (Partido Trabalhista Nacional) e é conhecido como o candidato do 'Podemos'.

Publicidade

O 'Podemos' recebeu autorização do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e é o novo nome do PTN, presidido pela deputada Renata Abreu (SP).

2 - Levy Fidélix

Levy Fidélix tornou se famoso por insistir no projeto do Aerotrem e por suas intrigas na mídia nacional e discussões sobre homofobia. É o fundador do PRTB, assim como um dos presidenciáveis de #2018, mas já ofereceu a sua legenda a Jair Bolsonaro. Por duas vezes já disputou a presidência da República, além de já ter sido candidato a governador, prefeito e vereador, mas em nenhuma delas logrou ter sucesso.

3 - Ciro Gomes

Autor da frase "Essa #eleição está pra mim", Ciro Gomes também já foi candidato ao Planalto por duas vezes, e é atualmente o vice-presidente de seu partido, o PDT (Partido Democrático Trabalhista).

4 -Geraldo Alckmin

Nome tradicional do PSDB (Partido Social do Brasil), Geraldo Alckmin governa o estado de São Paulo por 4 gestões consecutivas.

Publicidade

Diante da incerteza sobre João Dória, e da desistência de Luciano Huck, é nome certo para a corrida presidencial de 2018 por seu partido.

5- Cristóvam Buarque

Senador pelo PPS, embora já tenha comentado a possibilidade de apoiar uma eventual candidatura de Luciano Huck ou de João Dória, aguarda para ver se terá respaldo de seu partido para uma possível candidatura.

6 - Dr. Rey

Dr. Rey garante que, embora não seja levado a sério pelo eleitorado brasileiro, será candidato pelo partido do folclórico Enéas Carneiro, o PRONA. Embora não seja levado a sério [VIDEO]pelo eleitorado brasileiro, Rey é um consagrado médico e dotado de diplomas de alto calibre.

7 – Eymael

Eymael é líder do PSDC (Partido Democrata Cristão) e pretende disputar sua 5ª eleição presidencial. O percentual máximo que conseguiu nas vezes que disputou a presidência da república (1988, 2006, 2010 e 2014), foi de 0,25%, e isso na 1ª tentativa. É também o dono do jingle que, nas últimas eleições, se tornou o mais famoso.

8 - Guilherme Boulos

Guilherme Boulos é do PSOL, do qual tem total apoio para a candidatura presidencial de 2018, embora diga que não quer ser candidato.

Publicidade

É ativista do Movimento dos Trabalhadores sem Teto, do qual é o líder.

9 - Henrique Meirelles

A hipótese da candidatura de Henrique Meirelles, atual ministro da Fazenda, foi cogitada por Rodrigo Maia, que é o atual presidente da Câmara. Apesar de negar sua candidatura, comentando que era uma brincadeira, Meirelles demostrou várias interesse pelo cargo de vice-presidente, afirmando que este seria seu interesse.

10 - Jair Bolsonaro

O deputado Jair Bolsonaro por seu combate enérgico à violência, atrai apoio de uma legião de admiradores, apoiadores de suas ideias - considerada radicais por muitos. Bolsonaro é militar da reserva e está filiado ao Partido Social Cristão (PSC).

11 - João Doria

O prefeito de São Paulo é filiado ao PSDB (Partido Social do Brasil), e com base nas últimas pesquisas acredita-se que o empresário paulista não teria chance em uma disputa pelo Planalto. Desa forma, cogita-se que se candidate ao cargo de governador do estado, mas ainda é mera especulação.

12 - Valéria Monteiro

Uma ex-jornalista e ex-apresentadora de um programa da televisão brasileira revelou sua intenção de disputar a presidência da república em 2018 em um vídeo divulgado pelo YouTube. A ex-jornalista não comentou sobre partidos e nem de onde viriam os recursos, apenas o desejo de disputar as eleições no ano em questão.

13 – Luís Inácio Lula da Silva

Com seu julgamento a ser realizado pelo TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), marcado para janeiro em um processo movido nos âmbitos da Lava Jato, Lula é uma incógnita, mas garante que vai disputar o Planalto em 2018.

14 - Manuela D'Ávila

A deputada estadual Manuela D'Ávila já oficializou a sua pré-candidatura pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB) gaúcho. Já afirmou que não aceitará aliança com o PT (Partido Trabalhista), não corroborando com o convite ser vice na chapa de Lula.

15 - Marina Silva

Apesar de seu atual silêncio, Marina pode se candidatar pela Rede Sustentabilidade. Seria a sua 3ª participação em eleições para a presidência da república. Marina Silva é a principal liderança de seu partido. #candifato