Era para ser mais um passeio ciclístico na orla do rio Guaíba aproveitando a manhã deste domingo de carnaval para o empresário porto alegrense Eduardo Macedo e sua turma. Só que de repente eles se viram frente a frente com ninguém menos do que a presidente #Dilma Rousseff, que apesar de estar devidamente “disfarçada” usando óculos, capacete e acompanhada com dois seguranças, não passou batida.

O encontro ocorreu na zona sul de Porto Alegre quando a presidente Dilma Rousseff foi casualmente surpreendida por um grupo de ciclistas. Tudo não passaria de uma tietagem não fosse por um detalhe.  Acredite. O que realmente chamou a atenção foi o modelo de bicicleta utilizada por Dilma.

Publicidade
Publicidade

Uma Specialized americana de 21 marchas. Como os caras são fissurados por “bikes” e praticamente manjam de todas as marcas e modelos, o grupo rapidamente conversou sobre ciclismo.  Contudo não se limitaram a este breve bate-papo, eles – na verdade ele, o empresário Marcelo, aproveitou a oportunidade e fez uma “SELFIE” e guardou para posteridade.

Apesar de não ser da esfera da presidente – ela recebeu reclamações de como estão sendo conduzidas as construções das ciclovias em Porto Alegre, como se Dilma pudesse interferir nos assuntos de plano diretor ou urbanismo de Porto Alegre. Segundo eles – há muito privilégios aos automóveis em detrimento aos ciclistas, mas de qualquer forma Dilma Rousseff não poupou críticas à qualidade das ciclovias gaúchas e a alguns obstáculos encontrados.

O empresário,  cuja idade e o ramos não foi divulgado, afirmou que costuma sair para treinar como o grupo diariamente e este encontro foi inesperado e o deixou um tanto que assustado com a repercussão e os comentários que logo suscitaram,  após ele ter divulgado o ocorrido.

Publicidade

Entretanto o cicloativista Marcelo, talvez imaginando que a presidente pudesse lhe dar atenção,   aproveitou e pediu mais segurança no trânsito e ainda a convidou para um protesto que acontecerá no dia 26 de fevereiro em diversas cidades brasileira e uruguaias para marcar os cinco anos do múltiplo atropelamento ocorrido no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre quando o bancário Ricardo Neis  jogou o carro que dirigia em cima de ciclistas da Massa Crítica.

Leia mais:

Presidente Dilma admite está perdendo o combate contra o zika vírus

Barragem rompe e lança rejeitos de mineração em rio no interior de São Paulo

Rio-grande do sul de luto internacional perde a maior liderança do clube nesta década #Beleza