Em uma ensolarada manhã de quarta-feira no início do mês de novembro, uma cena chamou a atenção da população de #Porto Alegre. Dois presos foram algemados junto a uma lixeira localizada em frente ao Palácio da Polícia, exemplificando o caos da segurança pública gaúcha, que já não tem mais vagas para novos detentos.

A foto que ganhou as redes sociais e estampou os principais portais foi feita por uma pessoa que não quis se identificar. De acordo com os policiais que vigiavam os dois rapazes, a situação ocorreu porque os próprios detentos queriam esticar as pernas e tomar um ar, já que estavam há mais de um dia dentro de uma viatura.

Publicidade
Publicidade

O desenrolar do mês de novembro não trouxe novidades positivas e o caso da falta de vagas em presídios segue como um impasse no governo. Nesta quinta-feira, uma faixa da Avenida Ipiranga, uma das principais da cidade, ficou interditada logo em frente ao Palácio da Polícia porque ali estavam estacionadas algumas viaturas que serviam de cela aos presos.

No momento, o governo trabalha em três frentes para tentar atenuar o problema. Um deles é um ônibus com celas que veio de Uruguaiana, capaz de abrir 30 detentos, que ainda passa por reformas. Os outros, menos emergenciais, seriam a liberação de dois centros de triagem e a construção de presídios em prédios de fundações extintas pelo estado. #Prisão