Guilherme Paulo Partzhold, de 27 anos, foi preso em flagrante por atropelar uma mulher de 55 anos em uma cidade distante 50 km de Porto Alegre, em Dois Irmãos, Rio Grande do Sul. De acordo com a Polícia Civil, ele responderá por diversos crimes.

Imagens registradas por câmeras de segurança na região do atropelamento mostram que, após atropelar a mulher, ele a arrastou por aproximadamente 100 metros antes de abandoná-la por ali sem atendimento médico.

O automóvel utilizado por Guilherme no dia do acidente foi modificado depois. Além disso, a #Polícia suspeita que ele tenha bebido no dia do ocorrido.

O rapaz foi preso em sua própria residência quando a polícia encontrou o #carro que ele dirigia. Segundo o delegado Rogério Berbicz, o veículo havia passado por limpeza e havia sido modificado. O homem teria tirado os paralamas, além de ter limpado os vestígios de sangue e cabelos da mulher. Por isso, serão investigados também outros crimes posteriores ao do atropelamento.

De acordo com o delegado, a ocorrência chegou como um atropelamento seguido de fuga, porém, a vítima não resistiu e morreu, transformando a ocorrência em homicídio.

Devido à má qualidade das imagens registradas, a busca foi dificultada, já que não dava para identificar a placa nem a cor do automóvel, apenas o modelo. Com isso foi feito um levantamento de todos os carros daquela marca na cidade e seus proprietários foram diligenciados.

Nas imagens gravadas é possível ver Maria Senia Frohlic, a vítima, sendo arrastada pelo veículo. Logo o motorista sai do carro e coloca as mãos na cabeça em sinal de desespero. Ele solta a mão de Maria que neste momento estava presa na roda do carro dianteira do lado direito, verifica se o carro está em condições e vai embora sem prestar socorro.

Nessa hora ela ainda estava viva e moradores que estavam por ali próximo a socorreram, levando-a ao hospital, mas ela não resistiu aos ferimentos.

Guilherme se recusou a realizar o exame do etilômetro ao ser preso. Ainda assim foi autuado por embriaguez ao volante, além de homicídio. De acordo com o advogado, ele confirmou o envolvimento em um acidente.

#Crime