Uma adolescente morreu na tarde de domingo (19), na cidade de Sapiranga, a cerca de 60 quilômetros de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul (RS). A vítima foi identificada pelas autoridades como Larissa Zeferino, de 17 anos, que morava no bairro Marechal Rondon, na cidade de Canoas. Segundo informações, a jovem estudava no Colégio Ulbra São João e morava com a sua avó. A jovem morreu por overdose de #drogas sintéticas.

Segundo informações repassadas pela polícia, a jovem estava participando de uma festa rave que aconteceu no Balneário Recanto das Águas, no bairro Floresta. No entanto, no decorrer da festa, a jovem começou a passar mal.

Publicidade
Publicidade

De imediato, ela foi socorrida por uma ambulância contratada pelos organizadores do evento, e encaminhada às pressas para o Hospital de Sapiranga. Já no hospital, ela recebeu os primeiros atendimentos médicos, mas, durante os procedimentos necessários, ela teve uma parada cardiorrespiratória.

Por sua vez, os médicos fizeram de tudo para reanimar a jovem, mas não obtiveram sucesso e ela acabou morrendo. Conforme o laudo médico, a causa de sua morte foi por uma overdose de drogas sintéticas. O corpo de Larissa foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) da cidade de Canoas, onde passou por exames de necropsia e logo após foi liberado para os seus familiares para o sepultamento.

Conforme informações do delegado Fernando Branco, que está à frente das investigações, a polícia quer saber de quem a jovem pegou a droga que causou a sua morte, quem lhe ofereceu o entorpecente, quem permitiu que ela se drogasse.

Publicidade

Ainda, de acordo com o delegado, os donos do estabelecimento vão ser interrogados para saber se eles foram os responsáveis pela festa. A polícia encontrou no bolso da adolescente uma carteira de identidade com a data de nascimento falsificada. Segundo a polícia, era para aparentar ela ser maior de idade para ter acesso à festa.

A Polícia Civil da cidade abriu um inquérito para apurar a circunstância da morte e também ouvir as pessoas que estavam com a vítima.

Veja a reportagem completa em vídeo logo abaixo

#Investigação Criminal #Casos de polícia