A Rainha de Bateria da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina, de Porto Alegre, foi assassinada de forma brutal. Paola Serpa Severo, de 33 anos, é bem conhecida no estado e foi morta na última quinta (16), por volta das 19h30, na cidade de Porto Alegre.

A Polícia Civil conseguiu imagens, nesta sexta (17), de câmeras de segurança do local que mostram o carro de Paola estacionado em uma movimentada avenida da capital. Um homem chega abordando-a, possivelmente, para levar o veículo. O homem aparentemente tenta tirá-la a força do carro. As imagens não são muito claras, mas parece que ela, no desespero, ficou atada ao cinto e o bandido acabou atirando na mulher.

Paola aguardava a filha de 7 anos retornar da aula de música e, segundo a polícia, ela não presenciou o fato por questão de minutos. O assassino fugiu sem levar nada. A polícia afirmou que ele chegou ao local num Voyage branco, junto com outros dois comparsas. O veículo também foi usado na fuga e, , foi abandonado e queimado. A polícia disse que o carro havia sido roubado na própria quinta-feira, mas o dono será chamado para prestar esclarecimentos. "Ele vai se chamado a se explicar com relação a isso", afirma o delegado do caso Newton.

Paola, que era a Rainha da Harmonia da escola tinha sido recém promovida à #rainha de bateria da Imperatriz Dona Leopoldina e, em seu primeiro ano na nova função, já tinha sido campeã com a escola. O presidente Victor Hugo Amaro lamenta o fato ocorrido e afirmou que as atividades na agremiação foram suspensas. "Foi um susto para todos, ninguém espera que isso aconteça", finaliza.

O vídeo, que possui imagens em dois ângulos, mostra que apenas um homem chega abordando a mulher. Ele abre a porta e logo depois tenta arrancá-la do carro prata que está parado. Aparentemente, ela não reage, mas não consegue se desatar do cinto de segurança. O homem então desfere um tiro contra a mulher e sai correndo.

Populares chegam a dar a volta nos carros para fugir, mas quando percebem que há uma mulher ferida no carro, se mobilizam para socorrê-la. Paola não resistiu aos ferimentos e morreu logo em seguida.

#assassinato #Carnaval