Criadas no início da década de 50, mais precisamente no carnaval de 1953, as Virgens do Bairro Novo, em Olinda, Pernambuco, vêm arrastando multidões que chegam a alcançar a cifra de quase um milhão de pessoas.

Com tantos anos de atividade, é normal que um grupo que faça tanto sucesso tenha suas brigas internas, e isso aconteceu com as Virgens há 16 anos, quando houve uma dissidência e muitas delas deixaram de ser Virgens do Bairro Novo e passaram a ser Virgens de Verdade.

Carnaval nem sempre é tudo folia... Mas de uma briga aqui, outra ali, acaba nascendo outro bloco que já é tradição na folia olindense.

De uma Virgem nasceu outra

Hoje debutantes, as Virgens de Verdade realizam a abertura do carnaval em Olinda, com 15 dias de antecedência, tirando a oportunidade de fazê-lo da sua "mãe", que se apresenta a 8 dias da folia oficial.

Publicidade
Publicidade

Elas levam mais de meio milhão de pessoas às ruas.

Esse ano, o desfile das Virgens de Verdade, ou Abraça Brasil, complemento do nome do bloco, foi às ruas no domingo, dia 1 de fevereiro, e as Virgens do Bairro Novo vão no próximo domingo, dia 8, provando que em Olinda existem tantas virgens que é preciso dois dias de carnaval para dar vazão a tantas.

Fantasias das mais divertidas às mais críticas e satíricas são analisadas por um júri que determina as vencedoras em diversas categorias, individuais e coletivas.

Esse ano desfilava uma "Dilma Presidenta", com faixa presidencial anunciando que seu próximo passo no governo será a criação do "Bolsa Cachaça". Fica a dúvida se é para o folião brincar o carnaval bem animado ou se é para "anestesiar" o cidadão comum depois do carnaval, para ele não sentir os efeitos do segundo mandato.

Publicidade

Mas carnaval é pura folia com ou sem divergências, por isso as Virgens abraçam o Brasil com sua irreverência e alegria, levando ao folião a oportunidade de brincar em mais de dois quilômetros de percurso.

Na abertura do carnaval olindense o folião contou com a companhia de nove trios elétricos em se apresentaram os pernambucanos André Rio, João do Morro, Som da Terra, Asas da América, Banda Pinguim, além da Banda Calypso, Cavaleiros do Forró e outras atrações que tiveram suas participações enriquecidas com passistas de frevo, bonecos gigantes e carros alegóricos.

Quando a realidade dói

O lado menos prazeroso da história é que a festa começa no final da manhã, com os desfiles das candidatas e apuração, e só depois é que os trios partem ligados para a caminhada. O relógio vai, então, marcando doze horas. Sol a pino, calor tropicalíssimo... Haja muita proteção para a pele, cabeça, olhos, e muito suor.

Há os que exageram na dose de exposição e reduzem a proteção. Eritemas na certa.

Publicidade

Alguns dias de pele ardendo e depois o couro cai... Mas a alegria vale a pena.

Domingo que vem tem mais carnaval, com mais virgens. Dessa vez são as virgens-mães. Aquelas que deram origem às virgens que já foram para as ruas. Mais folia, mais alegria, mais festa, diversão e brincadeira. E o carnaval nem começou... #Entretenimento