O 'Palco Giratório' é um projeto criado pelo SESC que tem como objetivo levar o #Teatro para mais perto da população, promovendo fácil acesso a espetáculos e manifestações culturais. Além das apresentações de teatro, a ideia do evento é promover o fortalecimento de bens culturais com a realização de festivais e mostras de arte e cultura - são as denominadas aldeias - e ainda há oficinas de especialização e capacitação de profissionais da área.

Este ano, o evento decidiu homenagear, através do Circuito Especial, o balé popular do Recife, fundado em 1976 pelo escritor Ariano Suassuna e o artista André Luiz Madureira. Um total de 22 cidades brasileiras receberão as apresentações entre interiores e capitais. O 'Palco Giratório' passa por vários estados e é desenvolvido pelo Departamento Nacional e Regionais do SESC, possuindo a maior curadoria de artes cênicas do país. Os trabalhos escolhidos são pensados a partir das discussões e análises da programação em âmbito nacional

Quem abre o festival em Pernambuco é o Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas (BA), nesta segunda-feira, 23, na cidade de Petrolina - Sertão do estado - com o espetáculo "Exu, a boca do universo". A peça tenta desmistificar algumas das vertentes que o orixá assumiu perante a cultura ocidental, proporcionando uma melhor comunicação com o candomblé. Em Recife, a peça será apresentada gratuitamente no dia 28 de março às 19h, quando também ocorrerá a apresentação do grupo "Loucos e Oprimidos da Maciel", que apresentará a peça "Polo Marginal". No dia 30, o espetáculo "Exu" será encenado novamente, dessa vez em São Lorenço da Mata.

As aldeias contarão com uma maratona cultural de 12 horas ininterruptas. Essas são organizadas pelos Departamentos Regionais do SESC, dialogando os trabalhos dos outros estados com a produção regional. A atuação local não é projetada apenas no teatro, mas também na música, dança, exposições, artesanato e oficinas. O gerente de cultura do SESC Pernambuco, José Manoel Sobrinho, em entrevista ao Diário de Pernambuco, firmou o compromisso de circular o evento cada vez mais em cidades do interior em decorrência do aumento da demanda nesses locais, equilibrando as atuações dentro do estado. #Entretenimento