A tocha olímpica, maior símbolo das Olimpíadas, está percorrendo o Brasil desde o início de maio. Nesta quarta-feira (1), ela chega ao Recife, trazendo festa à capital pernambucana.

O trajeto da chama olímpica começa na cidade de Olímpia, na Grécia, tendo sido acesa no dia 21 de abril. A chegada ao Brasil ocorreu no dia 27 de abril e o início da caminhada em 3 de maio, por Brasília. O final do trajeto será no Rio de Janeiro, no dia 4 de agosto, véspera da abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Ao todo, 176 pessoas vão participar do revezamento da tocha olímpica num percurso de 36 km. Cada corredor percorrerá 200 metros numa média de 6km por hora.

Publicidade
Publicidade

Ao todo, 16 cidades de Pernambuco vão receber o objeto olímpico, começando por Petrolina, desde o dia 26, e passando pelas cidades de Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista, Orocó, Cabrobó, Garanhuns, Lajedo, Caruaru, Gravatá, Jaboatão dos Guararapes, Recife, Ipojuca, Olinda, Igarassu, Goiana e Fernando de Noronha, seguindo para o Rio Grande do Norte, acabando a passagem no estado dia 2 de junho.

Seis atletas representam Pernambuco na caminhada: Yane Marques (Pentlato), Joanna Maranhão e Etiene Medeiros (Natação), Cisiane Dutra e Érica Sena (Marcha Atlética), Keila Costa (Salto em distância) e Jenifer dos Santos (Atletismo - paraolímpico).

A passagem da tocha tem previsão de início às 13 horas, saindo do Centro de Distribuição da Coca-Cola, seguindo pelos bairros de Água Fria, Torre, Imbiribeira, Ipsep, Boa viagem e com caminho para a Zona Sul passando pelo Cais José Estelita, Cais de Santa Rita, Praça da República, Rua da Aurora, Cais do Apolo e Avenida Marquês de Olinda, chegando no Marco Zero com Yane Marques.

Publicidade

A capital pernambucana será uma das 83 "cidades-celebração", onde acontecerá uma cerimônia para acender a pira olímpica, com show e manifestação cultural com shows de Almir Rouche, Maciel Melo e Adriana B.

Conheça a história da tocha olímpica

A chama olímpica faz referência ao fogo que queimava em homenagem à deusa Hera. Porém, essa homenagem existiu durante os #Jogos de Olímpia, não nos primeiros Jogos da era moderna, em Atenas. Apenas em 1928, nos jogos de Amsterdã, é que a tocha foi usada como símbolo e manteve o fogo aceso em toda a olimpíada.

A tocha começou a ser acesa como corrida nos jogos de Berlim, em 1936, com cerca de 3000 corredores. O ritual foi criado para estabelecer um elo entre os jogos da antiguidade e os contemporâneos. Ela representa a pureza eterna da juventude olímpica e serve de elo entre o berço das olimpíadas na Grécia e as cidades-sede, nos jogos contemporâneos. #Taça Olímpica #Ser Educacional