A violência volta a assustar os moradores do bairro da Caxixola, em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. Uma tentativa de assassinato foi registrada nesta quinta-feira, dia 12, por volta das 19h, na região periférica do município.

De acordo com informações do 14º Batalhão de Polícia Militar (BPM), dois homens em uma motocicleta, deram dez tiros contra um automóvel veículo Golf de Placa PGF 1953. A ação geral um grande tumulto na comunidade.

Segundo a polícia, o dono do veículo conseguiu escapar do tiroteio se abrigando na casa da sua mãe. Após o carro fica cravado de balas, viaturas da Polícia Militar chegaram ao local e isolaram a área.

Publicidade
Publicidade

Em seguida, os peritos da Polícia Civil foram acionados.

Os militares ainda realizaram rondas para tentar prender os criminosos, no entanto, não obtiveram êxito. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil (DPC) local.

Onda de violência em Serra Talhada

Na última semana, a Delegacia de Polícia Civil da Capital do Xaxado registrou crimes em quatros bairros. Entre os crimes estão furtos, assaltos, roubos e tráfico de drogas. As ações dos meliantes ocorreram no Pátio da Feira, Ipsep, Cohab e Vila Bela, conforme o Farol de Notícias.

No município, a onda de violência tem crescido e assustado os moradores. A população tem cobrado constantemente do prefeito Luciano Duque (PT) a instalação de câmeras de monitoramento em ruas e praças da cidade, com o objetivo de intimidar os criminosos e ajudar nas investigações policiais.

Publicidade

Mais ocorrências na cidade

Na primeira semana de janeiro, os assaltantes atacaram o time do #Serra Talhada Futebol Clube. O #Crime foi registrado no dia 7 de janeiro, e, segundo a Polícia Civil, 13 pares de chuteiras, dois pares de tênis, uma bola e um par de luvas foram furtados do estádio Nildo Pereira de Menezes (O Pereirão), localizado no bairro da Várzea.

No mesmo dia, um veículo da Superintendência de Trânsito de Serra Talhada (STTrans) também foi incendiado, na Avenida Afonso Magalhães. Segundo a Polícia Civil, o incêndio foi provocado por criminosos e o caso ainda segue em investigação na Delegacia de Polícia Civil. #Casos de polícia