O aumento da #Violência no estado de Pernambuco permanece alarmante. Nessa quarta-feira, dia 18, um caso de violência doméstica chamou atenção dos moradores da área periférica do Bom Jesus, em #Serra Talhada, no Sertão do Pajeú.

A Polícia Militar prendeu na Rua do Sol, um auxiliar de serviços gerais, de 23 anos, acusado de tentativa de homicídio. Segundo o 14º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o jovem se descontrolou emocionalmente e tentou asfixiar seu filho – uma criança de apenas um ano de idade – numa banheira. Além de tentar afogar o filho, o acusado agrediu fisicamente a criança com chutes e jogou o na cama – provocando forte impacto corporal.

Publicidade
Publicidade

A mãe do bebê, de 22 anos, dona de casa, denunciou o agressor a Polícia Militar. O agressor foi preso em flagrante delito por tentativa de homicídio e violência doméstica.

Ainda na quinta-feira, foi registro outro caso de violência contra a mulher, na Rua Enock Inácio de Oliveira, na região central do município. Um homem de 37 anos agrediu a sua ex-esposa, de 33 anos, com um tapa no rosto, quanto ela levou o filho menor para visitar o pai.

Violência e Criminalidade

Na tarde da última terça-feira, dia 17, uma ação conjunta entre Agentes de Inteligência do NIA ZM-1/4º BPM e Policiais Militares do Batalhão Especial de Policiamento do Interior (BEPI) culminou na desarticulação de uma quadrilha de assaltantes – que comercializavam veículos roubados – no interior do Estado de Pernambuco.

De acordo com a Polícia Militar, a quadrilha operava no Sertão e Agreste do estado.

Publicidade

Durante operação, foram presas dez pessoas suspeitas de integrar a quadrilha, entre eles, um policial militar de Serra Talhada, além de um outro envolvido de identidade não revelada.

Também foram efetuadas prisões nos municípios de Arcoverde e Caruaru. A Polícia Militar apreendeu com a quadrilha, três motos, três revólveres e um automóvel Corolla. Todo o material apreendido foi encaminhado para Delegacia de Polícia Civil de Plantão no município de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. #Casos de polícia