Aconteceu, na tarde desse domingo (19), um #Acidente que acabou vitimando um menino de 12 anos em Recife, Pernambuco. A tragédia aconteceu quando o garoto estava caminhando pelas calçadas do bairro Bongi quando foi atingido por uma âncora de aproximadamente 200 kg. Segundo informações, o garoto não teve chance alguma de se salvar. O resgate foi chamado, porém, já o encontraram sem vida.

A âncora tinha sido colocada há cerca de dez dias na fachada de uma lanchonete para servir como decoração para o ponto. Todavia, há indícios de que não foram cumpridos alguns protocolos de segurança. Segundo informações coletadas, a peça estava presa somente por algumas cordas, além disso, não havia nenhuma placa informando sobre o perigo.

A moradora da casa ao lado informou que o acidente ocorreu quando um dos irmãos da vítima subiu no muro onde estava a âncora. O garoto não percebeu que do outro lado havia alguns cachorros. Então, assim que viu os cães, ele caiu do muro e puxou consigo o objeto. A âncora caiu exatamente em cima do irmão do garoto. Um rapaz que estava no local conseguiu puxar o menino que caiu, porém, ele não conseguiu remover a peça que estava em cima do outro.

Ao verem a tragédia, alguns homens se uniram e tentaram remover a peça, mas mesmo assim, não conseguiram. A âncora só foi removida após a chegada de mais dois policiais que se uniram aos outros homens. “Mas ninguém teve como puxar o outro garoto porque a barra de ferro estava em cima e só tinham dois rapazes para ajudar. Depois chegaram mais cinco homens e também não conseguiram. Um policial chegou e também não conseguiu. Só quando os dois policiais e os cinco rapazes se juntaram é que foi possível levantar o ferro. O garoto ficou com as pernas dobradas. Quando o Samu chegou, ele já estava morto”, relatou Tâmara, dona da casa.

O pai da vítima, desconsolado com a #Morte do filho, disse que ele, junto com os irmãos, estava indo até a casa da madrasta buscar algumas peças de roupas. Ele soube do acidente quando já estava no trabalho. “Agora quero saber quem irá trazer a vida do meu filho de volta”, desabafou o pai.