No segundo dia de #Greve dos garis no Rio de Janeiro, a cidade amanheceu com muito lixo espalhado pelas ruas e bairros. A categoria rejeitou a proposta de reajuste de 07% no salário, sem alteração no valor no vale-refeição, que hoje é de R$20. Os garis pedem aumento de 40% no salário e que o vale-refeição seja de R$ 27.

Segundo a Comlurb, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio, a paralisação é praticamente de 100% dos profissionais, e por isso o Tribunal Regional do Trabalho foi acionado e determinou multa de R$ 100 mil reais por dia ao sindicato da categoria, considerando o movimento ilegal. O sindicato, por sua vez, admitiu que a greve teve adesão de praticamente todos os funcionários, mas que está orientando a categoria a cumprir o percentual mínimo de trabalhados em seus postos, que é de 75%.

Publicidade
Publicidade

Hoje pela manhã, os garis que foram às ruas para auxiliar na limpeza, tiveram escolta armada, para evitar possíveis represálias.

De acordo com a Comlurb, um plano de contingência está em ação desde a noite de ontem (13) para  minimizar os impactos e transtornos à população, com prioridade à coleta de lixo domiciliar. Uma reunião entre a prefeitura, o sindicato e o TRT está marcada para a próxima quarta-feira, dia 18, para tentar chegar a um acordo entre as partes. 

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou ser aberto a negociações e que considera justo as exigências da categoria, porém lembrou que o momento do país é de crise e sugeriu que não faltaria mão de obra para eventuais trabalhadores substitutos. Ele pediu ajuda da população para manter as cidades limpas e evitar um possível cenário caótico. 

No ano passado, os garis fizeram uma paralisação durante o carnaval que durou mais de um mês e resultou em toneladas de lixo acumulados nas ruas.

Publicidade

Na época, mesmo sem apoio do sindicato, eles conseguiram um acordo com a prefeitura que garantiu reajuste de 44%. Atualmente, o salário-base de um gari na cidade é de R$ 1.100,00. A Comlurb possui hoje cerca de 20 mil funcionários, sendo 15 mil deles garis.