O protesto contra o governo Dilma já reúne cerca de 20 mil pessoas na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, segundo as primeiras informações da Polícia Militar. A concentração para o protesto começou por volta das 09h30, com a grande maioria dos manifestantes usando faixas e roupas das cores verde e amarelo.

O protesto é pacífico e os manifestantes estão seguindo pela Avenida Atlântica, e por conta da quantidade de pessoas, a avenida está bloqueada nos dois sentidos. Dois carros de som entoam os gritos de "Fora PT" e "Fora Dilma" junto com os manifestantes.

Três ônibus e cerca de 800 policiais militares acompanham o trajeto, que até o momento não registrou nenhuma confusão.

Publicidade
Publicidade

O único incidente registrado pela PM foi a passagem de um homem, em uma bicicleta, com uma bandeira vermelha nas costas, próximo à passeata. Ameaçado pelos manifestantes, o homem foi escoltado pelos policiais até uma rua transversal, para que não houvesse um tumulto maior.

Os carros de som estão com faixas do "Movimento Vem Pra Rua.net" e "Movimento Brasil Livre". Durante a passeata, eles estão anunciando um abaixo-assinado pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O trajeto inicial, segundo os organizadores, é até o Leme, com dispersão em frente ao hotel Copacabana Palace. A previsão é que a #Manifestação continue também durante a tarde, pois ainda há manifestantes chegando ao ato.

Para os motoristas

Segundo o Centro de Operações Rio, que está acompanhando a manifestações, estão orientando os motoristas para seguirem pela Rua Francisco Otaviano e Avenida Nossa Senhora de Copacabana.

Publicidade

O trânsito apresenta lentidão na região, e a orientação para quem chega em Copacabana é utilizar a Rua Barata Ribeiro.

Volta Redonda

Cerca de 500 moradores de Volta Redonda (RJ), no sul do Rio de Janeiro, também se reuniram para protestar contra o governo. Eles seguiram para a BR-393 (Rodovia Lúcio Meira), na altura do bairro Vila Santa Cecília. A Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal acompanharam a manifestação; nenhuma ocorrência foi registrada.