Nada de hóstia ou amém ao fim de uma celebração. Um padre da cidade de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, ficou conhecido pelos fieis de sua igreja de uma forma mais íntima. O religioso mantinha um caso com uma mulher da região. Quando ficavam muitos dias afastados, o jeito era recorrer ao sexo online para satisfazer os prazeres da carne. No entanto, o pároco não tomou cuidados e tirou diversas selfies nu e mandou para a namorada. Não se sabe ainda como, mas todo mundo da região já viu alguma imagem dele pelado. 

O homem identificado apenas como Alfredo tem apenas 40 anos e estava há duas semanas a frente da 'Igreja Santo Antônio', que fica no bairro de Miracema.

Publicidade
Publicidade

A paróquia é a principal da região. Alfredo ficou liderando o templo católico após a morte de um outro padre. As fotos teriam sido compartilhadas pela mulher (que não foi identificada) depois que ele tomou o posto.

Envio de fotos foi vingança 

Segundo um amigo de Alfredo, o envio das imagens pornográficas pelo 'whatsapp' teria sido uma vingança. O padre ficou com medo de que outras pessoas descobrissem que ele mantinha essa relação agora que ele estava mais famoso na cidade. A mulher não gostou nada da negativa e decidiu compartilhar as imagens íntimas. 

Padre foi afastado e pode ser expulso de igreja 

O envio das fotos começou há pouco mais de uma semana e já é o assunto mais comentado da cidadezinha. No entanto, o padre Alfredo não saiu bem da história com enredo de novela das nove da Rede Globo de televisão.

Publicidade

Neste sábado (28), a igreja católica anunciou que o pároco estava afastado de suas funções. No comunicado enviado à imprensa, a instituição disse que apuraria o caso e que tomaria as providências cabíveis. 

"Apesar de ainda estarmos apurando, uma coisa a gente já sabe, era ele realmente nas imagens. Ele disse que trocou cinco vezes fotos íntimas com essa mulher e só esse simples fato já vai contra as regras da igreja e aos mandamentos da bíblia. Por isso, no mínimo ele ficará afastado. No entanto, o caso pode gerar até a sua expulsão do nosso quadro de religiosos", disse um dos representantes da igreja na região.  #Religião