Nesta terça-feira (14) ocorreu uma reunião na Favela da Rocinha afim de discutir os impactos do #Turismo por dentro das favelas. O evento contou com profissionais, estudiosos e gestores na área. A discussão terá continuidade amanhã (15) e serão abordados assuntos como o impacto positivo e negativo que o turismo pode causar nas comunidades e também o futuro sustentável das atividades turísticas. O local de encontro foi a Biblioteca da Favela da Rocinha, localizada na zona sul do Rio de Janeiro.

O turismo nas favelas está em alta no mundo, e começou aqui no Brasil em 1992, quando Marcelo Armstrong levou um grupo de turistas para conhecer a Favela da Rocinha.

Publicidade
Publicidade

Sua empresa 'Favela Tour' hoje é muito procurada por "gringos" que querem conhecer as Favelas por um lado mais interior. O mercado hoje cresceu muito e é possível contratar várias empresas que disponibilizam este serviço.

Em média, a Favela da Rocinha recebe dois mil turistas por mês, entre eles brasileiros e estrangeiros. E é possível contratar pacotes de serviços com passeios a Jeep, moto, vans ou a pé com guias turísticos. O turismo ganhou força após as UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) serem instaladas no local, o que passa aos turistas a sensação de uma maior segurança.

Opiniões divididas

Grupos ativistas defendem a tese de que esse tipo de serviço apenas expõe os moradores e exploram a pobreza nas comunidades. Tita Tepedino, um dos organizadores do Evento, afirma que um, entre os principais motivos desta reunião, é discutir meios para que o turismo, acima de tudo, respeite as comunidades e os moradores das favelas.

Publicidade

"Estamos promovendo esta discussão com diferentes públicos para que sejam levantadas todas as possibilidades de se viabilizar um turismo sustentável e digno, que respeite as comunidades.", explicou o organizador.

Outro ponto positivo, segundo Tita, é que os moradores por meio do turismo são capazes de mostrar o lado bom da favela, como a cultura, tradição e sua arte, e não só as fraquezas que é muitas vezes o centro das atenções.

Alguns temas que serão abordados durante este encontro são "Dados da Economia da Favela" e "Rede de Profissionais de Turismo". O evento está sendo organizado pelo Rio + Social junto a Secretaria Estadual e Secretaria Municipal de Turismo

A Favela da Rocinha fica é atualmente considerada a maior favela do Brasil, somando cerca de 70 mil habitantes. O Rio de Janeiro se prepara para receber grandes eventos em breve, o Rock in Rio acontece neste ano, no mês de setembro e, em 2016, o Rio recebe o maior evento esportivo do Mundo, as Olimpíadas Rio-2016.

#Entretenimento #Rio Cultura