Está marcado para a meia noite dessa segunda-feira (1º/06) a redução do preço do pedágio na Ponte Rio-Niterói. Agora, o valor cai de R$ 5,20 para R$ 3,70.

Durante os próximos 30 anos a administração da ponte ficará por conta da Ecoponte, com o prazo de cinco anos para que sejam estruturadas melhoras no acesso e saída da ponte, algo que beneficiará milhares de motoristas que circulam diariamente pela ponte. A proposta atual é que seja construído um mergulhão acima da Praça Renascença, em Niterói e, a atual pista com sentido ao Rio de Janeiro terá uma nova ligação com a Linha Vermelha, outra via de grande movimentação.

As alterações para o começo da operação já tiveram início nesse domingo (31/05), com a presença do ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, o diretor-geral da ANTT, Jorge Bastos, e o secretário estadual de Transportes do Rio, Carlos Roberto Osório.

Publicidade
Publicidade

Mais carros nas ruas

O prefeito Eduardo Paes manifestou-se sobre a redução no valor do pedágio, mostrando-se preocupado com a possibilidade de mais pessoas aderirem ao carro próprio para cruzar a ponte devido a redução do valor, gerando assim, um possível congestionamento.

Conhecida como Ponte Rio-Niterói, a Ponte Presidente Costa e Silva liga os municípios do Rio de Janeiro e Niterói e é de grande importância para a região. Segundo a Ponte S/A, atualmente o fluxo diário de veículos é aproximadamente de 140 mil.

O leilão da Ponte

O leilão de concessão da Ponte aconteceu em março desse ano, sendo arrematado pela Ecorodovias e, diferente dos demais leilões que aconteceram antes, este não teve nenhum empréstimo pré-aprovado pelo BNDS.

A Ecoponte já havia iniciado sua atuação juntamente a CCR desde o dia 17 de maio, mas a administração, propostas de manutenção e obras ficou prevista para o primeiro dia de junho.

Publicidade

A partir do acontecimento do leilão, o governo pode retomar o programa de concessões de algumas partes de rodovias dadas à iniciativas privadas.

Antes deste, outro leilão havia sido feito, dessa vez na rodovia federal BR - 153, que faz o trecho Anápolis (GO) e Aliança do Tocantins (TO). #Negócios #Trabalho #Automobilismo