Uma nova unidade de acolhimento para dependentes químicos, usuários de álcool e drogas, será inaugurada no Rio de Janeiro. Batizado de UMA (Unidade Modelo de Acolhimento), o espaço é pioneiro do novo modelo de unidade de #Tratamento e, fica na Fazenda Santa Mônica, no Vale do Paraíba.

A proposta é que a UMA seja muito mais do que um local voltado para recuperação da saúde corporal, mastambém focado em restabelecer a condição social do cidadão através da qualificação acadêmica e profissional e, reinserção no mercado de trabalho.

Nesse primeiro momento, a UMA disponibilizará 100 vagas para pessoas maiores de 18 anos, de ambos os sexos.

Publicidade
Publicidade

A área da unidade de acolhimento, além do espaço de reabilitação, é composta de campo de futebol, pomar, horta, tudo para auxiliar no tratamento dos dependentes.

Oportunidade para especialistas em saúde

A iniciativa da UMA não beneficiará apenas dependentes químicos em tratamento, mas também profissionais da saúde. O espaço ainda envolverá a participação de profissionais das áreas de terapia ocupacional, serviço social e outros. Segundo o secretário do Estado de prevenção à Dependência Química, Filipe Pereira, ainda serão feitas parcerias com universidades próximas às UMAs a fim de fornecer material mercadológico aos cursos de saúde das mesmas.

Relatório de usuários de drogas no Rio

Segundo dados da Sepredeq (Secretaria de Estado de Prevenção a Dependência Química), hoje, o crack é a terceira droga mais utilizada, perdendo apenas para a cocaína inalada e o álcool, assim, entende-se que a popularização do crack aconteceu de forma crescente e rápida.

Publicidade

Uma pesquisa feita em 2014 pela OGIDERJ (Observatório de Informação e Gestão sobre Drogas do Rio de Janeiro), ainda apontou para um perfil específico dos usuários que, em sua maioria, são do sexo masculino, com ensino fundamental incompleto e idade entre 18 e 34 anos. Outro dado curioso é que 72,9% dos usuários não moram nas ruas, mas passam a maior parte de seus dias nos locais de venda e consumo de crack. #Comportamento #Doença