Sou paulista e moro no Rio de Janeiro há mais de quarenta anos, onde tenho a sensação de felicidade, de bem-estar. Frequento assiduamente o Aterro do Flamengo, bairro onde vivo.

Os jornais falam de violência e realmente ela existe. Isso chegou muito perto de mim, pois o filho de um grande amigo foi assassinado num ponto de ônibus em frente a universidade onde estudava, após um roubo. É muito triste constatar a falta de segurança na cidade. Passear pela cidade sem medo de ser assaltado ou assassinado é o sonho que todos os cariocas.

O Rio de Janeiro apresenta um conjunto de passeios turísticos a baixo custo, que mostram sua beleza natural como mirantes, praias e parques.

Publicidade
Publicidade

Uma história de 450 anos que vale a pena conhecer ou revistar para quem já conhece.

Estive recentemente na Grécia e na Turquia onde tive a oportunidade de conhecer diversas cidades. Pude observar que em todos os lugares havia segurança e limpeza, mas nenhuma outra beleza se compara mesmo ao Rio.

Conheça a seguir os 10 pontos turísticos mais visitados no Rio de Janeiro:

Pão de Açúcar - na Baía de Guanabara. O famoso bondinho leva o visitante ao topo dos 396 metros de altura da montanha.

Corcovado - 710 metros de altura do Morro do Corcovado, o Cristo Redentor, que com seus braços abertos dá as boas-vindas aos visitantes e abençoa a cidade.

Ilha Fiscal - palácio que foi destinado para quartel da guarda de fiscalização do porto e tornou-se famoso por ter abrigado, no Império o último Baile da Corte, organizado pelo Visconde de Ouro Preto em homenagem à guarnição do encouraçado chileno "Almirante Cochrane".

Publicidade

Floresta da Tijuca - Alto da Boa Vista, no coração da cidade e integrada geograficamente ao Parque Nacional da Tijuca, a floresta possui 120km repletos de árvores. Pelos caminhos construídos pela própria natureza, os visitantes encontram pássaros, córregos, viveiros, cascatas, uma capela, grutas e lagos.

Aterro do Flamengo - situado junto à orla da Baía de Guanabara, com a assinatura do paisagista Roberto Burle Marx. Além da área verde e amplo espaço para o lazer e a prática de esportes, o parque abriga três museus: o Museu de Arte Moderna, o Museu Carmem Miranda e o Museu do Monumento em Honra aos Mortos na Segunda Guerra Mundial

O Parque da Cidade - na Gávea, área de 470.000m2, com espaços para lazer, trilhas e lagos, além do Museu Histórico da Cidade.

Campo de Santana - Jardim histórico composto por gruta com cascata, lagos, pontes e árvores centenárias. Obras de arte diversas fontes francesas centenárias em ferro fundido.

O parque Laje - área de floresta nativa , situada nas encostas do maciço do Corcovado, mais 174 mil m² de jardins, lagos, grutas e uma trilha que liga o Parque Lage ao Corcovado.

Publicidade

Dentro do parque funciona a Escola de Artes Visuais.

Jardim Botânico - Abriga palmeiras imperiais, semeadas pelo Príncipe-Regente D. João VI, em 1809, em 41 hectares com alguns dos principais exemplares da flora brasileira e mundial, como orquídeas, vitórias-régias, bromélias, flamboyants, vasta folhagem tropical e árvores seculares.

O Jardim Zoológico do Rio de Janeiro - é o mais antigo do Brasil, oferece uma mistura única de história, fauna exuberante, ecologia e muito verde. Uma das imagens mais marcantes é o imponente portão construído em sua entrada.

Cidade das Artes - principal centro de espetáculos musicais do estado, na Barra da Tijuca.

Quinta da Boa Vista - no bairro de São Cristóvão. Parque que abriga o Museu Nacional e o Jardim Zoológico do Rio de Janeiro. #Turismo #Viagem #Rio2016