Nesta quarta-feira, 5, por volta de 15 horas, um incidente ocasionado por máquinas que estão construindo a passagem para o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na Avenida Rio Branco, centro do Rio de Janeiro, provocou bastante correria. Informações preliminares dão conta de que houve uma perfuração na canalização de distribuição de gás na altura do número 10, em frente ao condomínio empresarial RB1.

Muitos internautas relataram o forte cheiro de gás nos arredores. "Eu estava numa reunião no número 4, no décimo quinto andar, quando ouvimos um barulho forte de vazamento. Era como se fosse um jato de água, ou algo do tipo. As pessoas começaram a ficar nervosas.

Publicidade
Publicidade

Todo mundo desceu pela escada", conta o guia de turismo Eduardo Sá. 

Neste vídeo, feito por Eduardo e compartilhado no Facebook, é possível ver as pessoas deixando o local nos minutos seguintes ao incidente:

Avenida Rio Branco interditada

Toda a área foi isolada e os edifícios dos arredores esvaziados. A chegada do corpo de bombeiros demorou cerca de 15 minutos. A CEG, concessionária fornecedora de gás, já se manifestou, dizendo que não há muitas informações sobre o incidente, mas que seus técnicos já estão no local. "Toda a rede está sendo monitorada pelo nosso Centro de Controle e Operações de Rede", disse em nota. 

Até o fechamento desta reportagem, o trânsito seguia interditado na altura da Praça Mauá. Os veículos seguem para a Avenida Barão de Tefé em trânsito lento.

Sobre as obras do VLT Carioca

Com repasse de verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) foi iniciada no segundo semestre de 2013 e deverá ligar a região portuária ao centro do Rio, ligando estes locais ao Aeroporto Santos Dumont.

Publicidade

São, ao todo, 28 Km de vias. 

O VLT está sendo construído numa parceria público-privada, com investimentos de cerca de R$ 1,164 bilhão, sendo R$ 532 milhões advindos do Ministério das Cidades e R$ 632 milhões da cidade do Rio de Janeiro, de acordo com informações da prefeitura.  #Rio2016