A violência na cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro, acaba de fazer mais uma vítima. Morreu na tarde desta quarta-feira, 30, Caio César, que ficou conhecido em todo o país por sua voz. Ele era o duplador oficial de Daniel Radcliffe, ator principal da sequência de filmes do 'Harry Potter'. Além de dublador, Caio era policial militar. Ele acabou sendo baleado durante mais um dia de trabalho. Os tiros foram dados durante uma operação no Complexo do Alemão, comunidade que ficou conhecida através da televisão por ter sido a primeira do Rio de Janeiro a realmente ter uma forte pacificação, já que houve a necessidade de um grande efetivo policial para tanto.

Publicidade
Publicidade

Apesar disso, ela não é a primeira  a ter uma UPP,  a Unidade de Polícia Pacificadora.

De acordo com informações da polícia militar, Caio teria levado três tiros nessa operação, um deles acabou atingindo o seu pescoço, o que fez o policial perder uma quantidade muito grande de sangue. O dublador atuava na Unidade de Polícia Pacificadora do morro da Fazendinha. Uma das quatro que existem na comunidade do Complexo do Alemão. O rapaz estava fazendo um patrulhamento de rotina no chamado Campo do Sargento, quando criminosos começaram a alvejar tiros contra ele e uma equipe composta de mais quatro profissionais da segurança pública. 

Após receberem os tiros, os polícias revidaram. De todos que participaram da troca de tiros, somente Caio foi ferido pelas balas. Os colegas o socorreram e o levaram para o hospital Estadual Getúlio Vargas, conhecido pela sua emergência.

Publicidade

Na entidade médica, ele ficou internado na UTI, mas acabou não resistindo. 

Lamentos nas redes sociais

Profissionais do teatro, dubladores e colegas da UPP usaram as redes socais para lamentar a morte de Caio. A dubladora Marisa Leal foi uma delas. Ela publicou em seu Facebook uma mensagem de luto, falando para o dublador ficar em paz e ir com Deus. Marisa também revelou que ira sentir muitas saudades do rapaz e que ele será sempre lembrado como o eterno Harry Potter.  #Crime