Ana Lucia Neves, esposa de Sávio Neves, presidente do trem que circula no Morro do Corcovado, na cidade do Rio de Janeiro, estava chegando na academia que frequentava, quando foi esfaqueada nesta manhã de quarta-feira, dia 2 de setembro, em uma tentativa de assalto no Recreio, bairro da zona oeste do Rio.

O corpo de bombeiros foi chamado para socorrer a vítima, que foi encaminhada ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, localizado na Barra da Tijuca, também zona oeste do Rio, onde, imediatamente, foi levada ao centro cirúrgico.

O marido de Ana, Sávio Neves, foi avisado e acompanhou a esposa ao Hospital, lá permaneceu enquanto durou a cirurgia.

Publicidade
Publicidade

Procurado pelo jornal Extra, ele disse por telefone: "Estou aqui na emergência do Hospital. Não tenho condições alguma de falar neste momento. Minha mulher está na mesa de cirurgia", disse Neves.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que, durante a cirurgia, Ana Lucia Neves não resistiu, vindo a falecer. Seu corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal para fazer a autópsia.

Uma testemunha que trabalhava do lado de fora no restaurante Cugine, próximo ao local do #Crime, presenciou o ataque a Ana Lucia, sem nada poder fazer para ajudá-la. Ele instalava câmeras de segurança no local. "Pelo que vi, pareceu uma tentativa de sequestro relâmpago, isso porque, o bandido que a abordou ficou lutando contra ela por alguns segundos, tentando puxá-la. Ela gritou muito pedindo por socorro e tentando se desvencilhar do bandido", afirmou Ricardo Cunha.

Publicidade

"Ele não levou bolsa nem nada. Depois de um tempo, o cara deu um tiro a queima roupa e fugiu aparentemente com mais dois comparsas em um Nissan Sentra prateado", concluiu.

Segundo informações da Polícia Militar, oficiais do 31º batalhão da PM na Barra da Tijuca estão fazendo buscas na região para encontrar os três criminosos. A Divisão de Homicídios (DH) está encarregada das investigações e vai apurar os fatos. As testemunhas estão sendo ouvidas e imagens de câmeras de segurança próximas estão sendo requisitadas. #Investigação Criminal #Casos de polícia