A jovem Kênia Diany Garcia, de 22 anos, morreu em um acidente envolvendo um ônibus ocorrido nesta segunda-feira, 7. Ela era a única mulher do grupo de 4 amigos que saiu de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, para curtir o feriadão em Paraty, no Rio de Janeiro. Os jovens Silvio Juí, Rodrigo Lobanco Martinez Foon e Cézar Augusto Lelis Silveira também estavam no ônibus. Os três só tiveram ferimentos leves. 

Segundo a polícia, o ônibus saiu do centro da cidade de Paraty as 12h. No local que se chama morro do "Deus me livre", o ônibus perdeu o freio e tombou em uma ribanceira de aproximadamente 50 metros de altura.

Publicidade
Publicidade

O ônibus estava com mais de 80 pessoas, 60 ficaram feridas e 15 morreram no local.

O corpo de  Kênia foi um dos últimos a ser reconhecido no Instituto de Medicina Legal (IML). Os amigos estavam a sua procura em hospitais, mas o corpo da jovem já estava no IML pois ela morreu na hora. A mãe da jovem disse que viu a reportagem, mas não deu muita atenção a notícia porque sua filha tinha ido para lá de carro.

De acordo com a polícia, os amigos de Kênia fizeram o reconhecimento do corpo. Silvio Juí disse em entrevista ao G1: "Foi horrível. Uma angústia muito grande até encontrá-la. Tivemos que reconhecer o corpo no IML, será uma cena muito difícil de esquecer. Conhecia ela há pouco tempo, mas era uma pessoa especial, uma menina bonita e muito alegre". 

A família da jovem já se encontra na cidade para as providências do traslado do corpo para sua cidade natal, onde ocorrerá o velório e sepultamento A polícia segue com as investigações para apurar os fatos.

Publicidade

Nesta terça-feira, 8, já começou a ouvir testemunhas do caso. O ônibus já foi retirado do local para a pericia confirmar, ou não, a falta de freio, e também a super lotação do veículo.

A empresa envolvida, Colitur, responsável pelo ônibus, foi notificada pelo Ministério Público no mês de abril, para providenciar melhorias no transporte do município. O prefeito da cidade de Paraty, Carlos José Gama Miranda, suspendeu as festividades do dia e disse: "Suspendemos o show pois ficou uma situação muito difícil para a população". As festividades serão realizadas em data posterior.

Em nota, a empresa Colitur disse: " A Colitur lamenta profundamente o ocorrido e informa que está apurando as causas do acidente e prestando os esclarecimentos as autoridades. Estamos prestando apoio as vítimas e seus familiares". #Hospital #Blasting News Brasil #Casos de polícia