O clima esquentou na noite desta quinta-feira, 24, na cidade do rock, no Rio de Janeiro. Se durante o dia, na cidade maravilhosa a temperatura passou dos 40º C, à noite foram diversas mulheres desinibidas que viraram notícia. Durante uma apresentação do grupo musical americano 'Queens of the Stone Age', garotas de todas as idades decidiram tirar suas peças íntimas, exibindo os seios para quem estivesse presente. A banda americana é conhecida por grandes polêmicas. Em 2001, por exemplo, também no Rock in Rio, o baixista Nick Oliveri apareceu completamente sem roupa no palco. Em seguida, ele chegou a receber uma ordem de prisão. 

Em um grupo do Facebook, mulheres fãs da banda já se organizavam para tirar o sutiã ao longo da apresentação.

Publicidade
Publicidade

Através de fotos divulgadas na imprensa foi possível perceber que muitos rapazes se aproveitaram da situação. Enquanto as fãs mostravam seus seios, homens sem nem pedir licença passavam a mão no órgão íntimo feminino. O abuso foi registrado pelos jornalistas e até ao vivo na transmissão do show pela televisão. O Rock in Rio é exibido na TV a cabo pelo Multishow. Até o momento, a organização do evento não se pronunciou sobre o momento polêmico. 

Nas redes sociais, o ato foi aclamado. "Muito bom ver mulheres sem vergonha de mostrarem o corpo. Vemos o tempo todo homens sem camisa. Isso é um grito feminino pela igualdade de gênero. Pena que muitos rapazes se aproveitaram para praticamente estuprarem essas garotas corajosas. Não se pode passar a mão nas pessoas sem permissão, ainda mais em um lugar onde existem milhares de fãs cantando.

Publicidade

Ainda assim, o momento é único e vai entrar para a história do Rock in Rio", disse uma internauta no Facebook.

Crime previsto em lei

Aparecer sem roupa em público é considerado #Crime. Na legislação brasileira, o ato é previsto através do artigo 233. Ficar nu é considerado ato obsceno pela constituição federal. A pena para quem praticar esses atos varia de três meses a um ano. A punição também pode ser transformada em multa.  #Música