Um prédio de dois andares, situado na rua São Luiz Gonzaga, que fica próximo ao largo da cancela, Zona Norte do Rio de Janeiro, explodiu e incendiou-se causando total estrago em restaurantes, pizzarias, farmácias e Quitinetes localizadas nos fundos do prédio.

Com a chegada imediata dos Bombeiros, sete pessoas foram resgatadas e, dentre elas, uma criança. Todos foram levados para o #Hospital Municipal mais próximo, 'Souza Aguiar', localizado na área central da cidade. O prefeito Eduardo Paes compareceu ao local e, ao ver grande quantidade de ferros torcidos por causa do impacto da explosão, comentou: "As cenas são impressionantes".

Publicidade
Publicidade

 A companhia de Engenharia de tráfego da prefeitura do Rio de Janeiro interditou o trânsito em toda região de São Cristóvão por causa do acidente. O bairro está sem luz e as escolas públicas não funcionará no primeiro turno. Equipes de resgates usam cães farejadores para localizar corpos embaixo dos escombros. Segundo o corpo de Bombeiros, a explosão pode ter sido oriunda de vazamento de gás porque botijões foram encontrados instalados clandestinamente no local.

Prédios do bairro vizinho, Benfica, teve janelas quebradas e também janelas de alumínio que sofreram grandes prejuízos. Quem sofreu os maiores dabos foram as lojas, uma agência do banco Bradesco e edifícios residenciais localizados em frente ao prédio que explodiu na madrugada de 18/10, véspera do feriado Comercial.

 A companhia de gás do Rio de Janeiro informou a prefeitura e o prefeito Eduardo Paes confirmou ter recebido a informação dizendo: "O prédio não é abastecido por gás de rua, o que indica que o local tinha botijões.

Publicidade

É mais provável que seja uma explosão de gás, mas a gente precisa levantar isso com calma. São dados que ainda estamos levantando".

O prefeito do Rio Afirmou ainda que a prefeitura terá todo empenho em ajudar as vítimas da explosão e que equipes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social já estão prestando o auxílio necessário. 

Segundo o subsecretário de Defesa Civil da prefeitura Municipal no Rio de Janeiro, Sr. Márcio Motta, 14 imóveis foram totalmente destruídos pela explosão, que são: a Drogaria Cristal, um restaurante, uma pizzaria e 11 Quitinetes, que ficavam nos fundos do prédio. Disse ele que todos os imóveis que sofreram danos vão ser avaliados pela Defesa Civil.

Ele lembrou ainda que o vazamento de gás canalizado, acontecido há 2 meses, nada tem a ver com esta explosão ocorrida na madrugada de domingo para segunda-feira. "Nós sabemos que há gás estocado no local, o que é ilegal. Não é possível ainda dizer quem é o responsável pela explosão. Havia gás estocado, inclusive, nas casas", finalizou o subsecretário de Defesa Civil, Márcio Motta. #Blasting News Brasil #Casos de polícia