Nessa noite de quinta feira (29) ocorreu mais um exemplo de violência na cidade de Niterói, com desfecho no bairro de Icaraí. De acordo com as testemunhas, 5 assaltantes roubaram um KIA Sportage, no Fonseca, Zona Norte de Niterói, e seguiram em direção a Icaraí. Pouco tempo depois os PM's do 12 BPM que patrulhavam a Zona Sul de Niterói foram informados do ocorrido e avistaram um carro com as características do veículo roubado e ocupado com os cinco suspeitos. Houve perseguição policial e troca de tiros da Av. Jornalista Alberto Francisco Torres, no bairro de Icaraí, até a Avenida Almirante Ary Parreiras, ambos na zona sul da cidade.

De acordo com o comando do 12° BPM, durante a troca de tiros com os policias militares, três dos cinco meliantes foram feridos e um dos policiais envolvidos na situação foi alvejado no peito por um desses assaltantes, porém o projétil foi abafado pelo colete a prova de balas ficando o mesmo sem nenhum ferimento.

Publicidade
Publicidade

Em velocidade acentuada, o motorista do carro ocupado pelos bandidos perdeu o controle e capota (*vide Foto) na Av. Almirante Ary Parreiras, antes de cruzar pela Av. Roberto Silveira. Um dos assaltantes ainda tenta fugir a pé, mas logo é capturado pelos PMs que estavam na escolta ao redor da Av. em questão, encerrando então a perseguição policial com três dos cinco assaltantes baleados e socorridos pelo corpo de bombeiros (SAMU), e os outros dois encaminhados presos para a delegacia de Flagrantes da polícia civil de Icaraí (77 DP) localizada na Rua Lemos Cunha.

Junto com a quadrilha foi apreendido um revólver calibre 38 e mais uma arma ilegal, esperando para ser legalizada através do novo estatuto de controle de armas de fogo e munições aprovado em vigor no dia (27). 

Apesar da curta perseguição e do caso ter sido resolvido pela PM, muito caos foi causado, ficando a população, mais uma vez, a mercê da violência no Estado do Rio de Janeiro.

Publicidade

Porém com a situação resolvida parabenizamos toda a equipe de policiais militares do 12 BPM envolvidos na perseguição e todos os bombeiros militares no socorro prestado.  #Crime #Casos de polícia