Mal a construtora Odebrecht deu sinais de que devolveria a cessão que possui do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, ao governo do Estado do Rio de Janeiro, os dirigentes de Flamengo e Fluminense logo ensaiaram suas jogadas e discursos, afirmando que entrarão na disputa pelo controle do estádio. 

Essa situação não é necessariamente nova no Estado do Rio. O Niltão (antigo Engenhão) pertence à prefeitura da capital #Fluminense. Porém, desde 2007, depois de uma "briga" travada entre Vasco e Botafogo, é administrado pelos alvinegros, que já exploraram de diversas formas as possibilidades de arrecadar com o empreendimento.

Publicidade
Publicidade

O Niltão já recebeu shows de Justin Bieber e foi alugado para outros fins.

O presidente do rubro-negro apimentou a disputa afirmando que o Maracanã nunca será um bom negócio sem o #Flamengo, numa declaração dada no ano passado. O que não contavam os cartolas de Fluminense e Flamengo é que justamente na primeira semana do ano eles já teriam que agilizar seus argumentos e papeladas. A Odebrecht pretende devolver a concessão do estádio o mais rapidamente possível; a empreiteira afirma estar acumulando prejuízo com a administração do Maraca.

O que pode ser um agravante para os empreiteiros é o fato de Flamengo e Fluminense estarem "rachando" com a Ferj e a possibilidade real de disputarem o campeonato carioca deste ano sem suas equipes principais. Para isso planejaram um campeonato alternativo, a copa Sul-Minas-Rio, que já teve uma forte baixa; o Cruzeiro anunciou que não fará mais parte da disputa do campeonato.

Publicidade

Temendo uma queda de arrecadação com o campeonato Estadual, somado ao fato de existir outro estádio de grande porte na cidade, a Odebrecht vem se adiantando na devolução e parece que ocorrerá o mais brevemente possível.

Flamengo e Fluminense têm acordo de uso do estádio com a Odebrecht, mas se a guerra pelo monopólio do principal estádio de futebol do Rio de Janeiro ficar muito pesada, eles ainda estudam, mesmo que remotamente, a possibilidade de juntos administrarem o Maracanã. Agora é aguardar e ver os próximos capítulos do que promete ser só uma mini série, mais propriamente por parte da empreiteira.   #Negócios