O Brasil terá a honra de receber em 2016 um dos eventos esportivos mais importantes do mundo. As Olimpíadas aterrissam na América do Sul pela primeira vez em sua longa história e o palco será o Rio de Janeiro, que já trabalha fortemente para oferecer boas condições, tanto para os atletas quanto para os milhares de turistas que são esperados em agosto na Cidade Maravilhosa.

Como de costume, centenas de jornalistas de diferentes locais do mundo e veículos de mídia deverão vir ao Brasil fazer a cobertura in loco do evento. Faltando ainda praticamente sete meses para o início dos Jogos, que têm abertura oficial marcada para o dia 5 de agosto, alguns tradicionais conglomerados de #Comunicação já se pronunciaram e indicaram temor com relação à segurança e às condições para os seus profissionais, tendo em vista o avanço do #Zika Vírus no país.

Publicidade
Publicidade

Veículos de renome e de extrema importância como o New York Times e a Associated Prass entraram em contato com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para saberem em quais condições os seus profissionais serão recebidos no Brasil. Como resposta, o órgão salientou que inspeções e avaliações periódicas estão sendo feitas nas instalações esportivas destinadas aos jogos de 2016.

O zika vírus é transmitido pelo mosquito Aedes Aegipti, e desde 2014 estão sendo registrado casos em solo brasileiro. Cerca de 3 mil funcionários vinculados à organização dos Jogos já têm trabalhado vistoriando as instalações. #Rio2016