Infelizmente, nem todos os que vão às ruas durante o '#Carnaval' estão no intuito de festejar a maior festa popular brasileira. Neste sábado, 06, a diversão foi substituída por momentos de tensão no 'Cordão da Bola Preta', um dos blocos mais tradicionais da cidade do Rio de Janeiro. O bloco, que tem como uma de suas madrinhas a atriz Leandra Leal, cujo último trabalho na telinha foi em 'Império', desfilou pelo Centro da Cidade. Segundo informações do jornal carioca Extra, quando chegou à rua Primeiro de Março, o 'Bola Preta' precisou até parar de tocar por conta de inúmeros tumultos e confusões. 

Tentando apartar as brigas, Pedro Ernesto Marinho, presidente do bloco, pediu que os foliões apenas se divertissem e que ali não era local para brigar, mas sim para festejar o Carnaval.

Publicidade
Publicidade

"Carnaval é festa, alegria e muito beijo na boca. Não é justo um certo grupo de pessoas atrapalhar o nosso bloco", disse Pedro. Também de acordo com o jornal carioca, alguns dos envolvidos foram detidos por policiais e guardas municipais, que pareciam nunca ter o trabalho interrompido. Os motivos das brigas foram vários, furtos, gente que deu em cima da namorada do outro, mulher que não gostou de uma cantada, até pisão no pé sem pedido de desculpas. 

Algumas pessoas mais exaltadas chegaram até a agredir a madrinha do bloco, Leandra Leal. Em cima de um trio elétrico, ela foi atingida por uma latinha de cerveja. O objeto teria sido tacado de fora do cordão de isolamento. Felizmente, Leandra não teve nenhum ferimento sério, mas o susto foi muito criticado por todos.

As marchinhas de Carnaval precisaram ser interrompidas muitas vezes.

Publicidade

"Isso é inadmissível", disse o presidente do bloco, que trabalhou ainda para tentar ajudar a guarda municipal do Rio de Janeiro através do seu GOE, Grupamento de Operações Especiais. Apesar das confusões, a folia ainda foi a protagonista da festa. De acordo com informações dos organizadores, pelo menos um milhão de pessoas foram às ruas do Centro da cidade para curtir o 'Bola Preta'.  #Crime