O humorista Leandro Hassum não está para brincadeira quando o assunto é a prisão do seu irmão. Curto e direto, ele soltou um 'quero que ele se dane', após seu irmão Carlos Hassum ser detido no último sábado, acusado de estelionato. A fiança é superior a R$ 50 mil.

Carlos é irmão mais velho de Leandro Hassum, nem por isso o mais responsável. Ele possui uma extensa lista de anotações criminais, 16 no total (a primeira em 1997), pelos mais variados tipos de golpes.

O delegado Carlos Alexandre, responsável pela prisão em flagrante do irmão de Leandro Hassum, afirmou que Carlos estava se passando por um 'representante de agência de viagens', com a intenção de conseguir ingressos para os camarotes do carnaval no Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

O problema é que Carlos conseguia os ingressos e não repassava o valor das vendas dos bilhetes. No momento da prisão, Carlos possuía 10 ingressos avaliados em aproximadamente R$ 10 mil.

Na noite da última segunda feira, Lendro Hassum já mostrava seu descontentamento com a situação em seu perfil nas redes sociais. Ele postou uma foto com sua família e afirmou que sua esposa e filha ajudaram a construir o homem e profissional que ele é. "Por eles dou minha vida e minhas melhores piadas'.  

Sem citar o caso de seu irmão, Leandro Hassum finalizou "que seja cumprida a lei (...) viva a Honestidade". Nessa declaração, o humorista já dava sinais de que não ajudaria seu irmão com o dinheiro da fiança para que Carlos conseguisse ficar em liberdade.

Triste histórico familiar

Não foi a primeira vez que Leandro Hassum viu um de seus parentes de primeiro grau sendo presos.

Publicidade

Em 1994, seu pai Carlos Alberto da Costa Moreira, que já faleceu, foi preso sendo acusado de ser traficante internacional de drogas.

Sem a ajuda de Leandro Hassum, Carlos terá apenas o apoio de sua mãe e da esposa para conseguir os mais de R$ 50 mil necessários que lhe valerão a liberdade.

O advogado de Carlos conseguiu a liberdade provisória, mas ela está condicionada ao pagamento da quantia. #Crime #Comportamento

Você concorda com a decisão de Leandro em não ajudar seu irmão?