Inaugurou no último sábado - dia 30 de janeiro -  a exposição coletiva "Quem viver, Verão!" na Sergio Gonçalves Galeria (Rua do Rosário, nº 38, Centro). A mostra conta com obras de 46 artistas contemporâneos homenageado a estação mais quente, colorida, gostosa e esperada: o Verão.

Abrindo o calendário de exposições da galeria, "Quem viver, Verão!" reuniu mais 200 pessoas no espaço. De acordo com o marchand Sergio Gonçalves - proprietário da galeria que leva seu nome - a convocatória deste ano lançou mão da interação na redes sociais para alcançar os artistas. 

"Essa é a proposta da Mostra atual. Assim como o verão é uma estação democrática e que as praias cariocas misturam todos os níveis sociais e toda nossa diversidade de raças e credos, a Sergio Gonçalves Galeria resolveu abrir o ano acolhendo artistas que nunca haviam exposto na galeria.

Publicidade
Publicidade

Foi uma surpresa agradável.", declara Sergio.

Participam da coletiva entre artistas representados pela galeria, novos artistas e artistas de outras galerias (em ordem alfabética): Ana Biolchini, Ana Tavares, Andréa Facchini, Ariadne Rigas, Cecilia Ribas, Claudia Hirszman, Cristina Sá, Deneir, Denise Campinho, Denize Torbes, Eda Miranda, Eduardo Ventura, Elmo Martins, EneGóes, Fabio Cançado, Fabio Carvalho, Felipe Barbosa, Gian Shimada, João Moura, Jorge Calfo, Jorge Fonseca, Karla Gravina, Leonardo Etero, Ligia Teixeira, Lourdes Barreto, Lucia de Bom, Luiz Carlos de Carvalho, Marcela Lanna, Marcelo Oliveira, Marcio Zardo, Marco Cavalcanti, Maria Cherman, Maria Lucia Paixão Maluf, Newman Schutze, Norma Mieko Okamura, Paulo Jorge Gonçalves, Paulo Mendes Faria, Rafael Bezerra, Raimundo Rodriguez, Renan Cepeda, Rita Manhães, Roberto Tavares, Rosana Ricalde, Sandra Passos, Virna Santolia e Wladimyr Jung

Pela primeira vez no Brasil

Um dos destaques da mostra é internacional.

Publicidade

Ariadne Rigas expõe pela primeira vez no país em "Quem viver, Verão!". Americana,18 anos, graduou-se no International Center of Photography (NY). Em entrevista a artista diz sentir-se honrada em poder participar da mostra perto de artistas tão conhecidos e explica sobre a obra “Chuva de Verão, eterna preocupação” que trouxe para a exposição:

"A obra apresentada foi feita no Rio de Janeiro como parte de um projeto em que eu discuto a dicotomia entre riqueza e pobreza no Brasil. Esse projeto significa muito para mim e eu estou muito feliz em poder mostrar um pouco dessa série para um público como o da galeria", afirma Ariadne. 

Período de visitação

A exposição ficará aberta ao público até o dia 27 de fevereiro, de terça a sexta das 11h às 19h e aos sábados das 11h às 18h, com entrada gratuita. A galeria fica na Rua do Rosário, 38 – Centro - Rio de Janeiro - RJ. #Rio Cultura #Rio2016 #Arte