A família de Rian Brito, neto de Chico Anysio, encontrado morto nesta quinta-feira, 03, está horrorizada com a repercussão da morte do músico está tendo na internet. O corpo do rapaz foi encontrado em uma região de preservação ambiental, em Quissamã, no Rio de Janeiro. Imagens mostrando o corpo de Rian estão sendo compartilhadas viralmente na web. Compartilhar fotos de pessoas mortas é #Crime pela legislação brasileira. Uma das imagens, que a Blasting News pixelizou para preservar a identidade do corpo, mostra uma equipe de resgates junto ao cadáver encontrado. 

Outra imagem, segundo informações do jornal Extra, teria sido registrada por um fotógrafo profissional.

Publicidade
Publicidade

Essa exibe bombeiros, policiais e guardas-vidas no local. Outras três fotografias ainda não tiveram seus autores reconhecidos. Especula-se que as imagens tenham sido feitas pela própria equipe de resgate, já que existe o registro de divulgação destas em grupos do WhatsApp. De acordo com o Extra, até o momento, nem os bombeiros, tampouco a polícia, pronunciou-se sobre as publicações.

Enquanto muita gente faz questão de divulgar as imagens, outras pessoas lamentam esse tipo de divulgação. "Gente, já tem fotos do menino morto no Facebook. As pessoas não conseguem pensar que isso um dia pode acontecer com elas. Não mostram o mínimo respeito. Absurdo", disse um homem na rede social. Já outra pessoa, usou o Twitter para pedir que a divulgação fosse interrompida. "Pelo amor de Deus, parem com isso, respeitem a família", clamou. 

No ano passado, um caso semelhante mobilizou o Brasil.

Publicidade

Assim que foi confirmada a morte do cantor sertanejo Cristiano Araújo, imagens do seu corpo morto ganharam a web. As fotos mostravam Cristiano e sua namorada, Alana, sendo vestidos para o velório. Três pessoas que trabalhavam na clínica que fez o serviço foram indiciadas por "vilipêndio de cadáver". Elas responderão ao crime em liberdade. 

Compartilhar esse tipo de imagem é crime, além de um desrespeito com a família e com o próprio rapaz que morreu.  #Famosos #Justiça