O povo brasileiro foi surpreendido por um desastre que ocorreu no Rio de Janeiro. Uma ciclovia recém inaugurada veio abaixo em uma cena de causar espanto em qualquer pessoa que estivesse no local ou tivesse acesso as imagens do desabamento. Pelo menos 5 pessoas caíram no momento da queda da ciclovia e a busca pelos corpos ainda está sendo feita. Cerca de 20 metros da avenida conhecida como "Niemeyer", na Zona Sul do Rio de janeiro, veio a desmoronar na manhã de quinta-feira (21). Algo que causou muito espanto no povo brasileiro e principalmente nos cariocas que viram a mesma ciclovia ser inaugurada a apenas 3 meses atrás. De acordo com as informações do corpo de bombeiros, duas pessoas vieram a óbito no local após a queda.

Publicidade
Publicidade

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas e a prefeitura do Rio encomendou uma investigação particular para chegar a conclusão sobre o ocorrido e seus responsáveis.

A ciclovia foi interditada pela primeira vez na história, mas segundo declarações dos moradores da região, ressacas maiores já teriam sido registradas e nenhuma medida foi tomada para evitar que qualquer tipo de tragédia viesse a ocorrer. De acordo com o secretário executivo de governo do Rio ninguém estará isento de quaisquer responsabilidades técnicas e servidores e fiscais que forem responsáveis pelo acontecimento serão responsabilizados de acordo com a lei.

Consórcio Contemat/Concrejato

O consórcio informou que os familiares das vítimas serão prioridade e terão todo o apoio necessário e as causas do acidente também seriam tratadas da devida forma.

Publicidade

A ciclovia custou aos cofres brasileiros cerca de R$ 44 milhões. Na queda da mesma, o corpo de Eduardo Marinho de 54 anos foi identificado. A perícia completa com todos os fatos sobre o acidente deverá ser concluída no prazo de um mês, deixando mais claro tudo o que tenha ocorrido e levado a queda da ciclovia.

Que houve falhas é imprescindível e o ocorrido foi classificado pelo como "Imperdoável" pelo secretário Executivo de Governo, Pedro Paulo. Mais informações deveram ser divulgadas em breve.

Deixe sua opinião sobre o ocorrido nos comentários. #Investigação Criminal