Desde que a crise política nacional se tornou explícita, Alexandre Frota tem ido para às ruas do Rio de Janeiro pedir o impeachment de Dilma, tornando-se um dos grandes defensores de mudanças no país. Além disso, usa a #Internet para mostrar sua postura de patriota e até compartilha vídeos e reportagens que venham a contribuir com a disseminação de informações verídicas sobre os escândalos políticos.

Frota já bateu de frente com esquerdistas famosos, após eles terem condutas repudiáveis, como o caso do ator José de Abreu e do deputado federal Jean Wyllys, que, em ocasiões diferentes, cuspiram em pessoas com opinião política diferente deles.

Publicidade
Publicidade

Dessa vez, Frota fez um vídeo com o celular e divulgou no Facebook, ocasião em que desabafou sobre a saúde precária no país, bem como sobre outras áreas públicas que não estão funcionando e comparou o peso da realidade com o desespero de alguns artistas quanto ao fim do ministério da cultura.

O carioca também disse que pessoas como Wagner Moura olham para o próprio umbigo e querem cultura antes da saúde do povo. O desabafo acabou repercutindo nas redes sociais e muita gente elogiou Alexandre, deixando comentários de que ele disse tudo o que as pessoas realmente pensam.

Dentre as palavras ditas por ele: ‘Um país que não supre a sua educação, saúde e segurança, não pode ter como uma das suas prioridades a Rouanet’.

Essa semana, Dilma usou o Facebook para falar da defesa de Wagner e linkar um artigo em que ele fala sobre o fim do MinC.

Publicidade

Se por um lado a presidente afastada se sente agradecida pelo apoio de Moura, por outro ele tem sido muito criticado e há internautas combinando boicotes em seus próximos trabalhos.

Wagner atua no exterior há algum tempo, assim como sua colega ex-global Sônia Braga, que, apesar de morar nos Estados Unidos, manifestou-se contra o impeachment em Cannes, juntamente com o restante da equipe de seu novo filme, Aquarius.

Se você ainda não assistiu o desabafo de Alexandre, segue o vídeo feito por ele. Dê o play e comente se concorda.

#Viral #Crise-de-governo