Juan Morales, de apenas um ano e dois meses, morreu na noite desta segunda-feira, após levar um tiro. O bebê seguia no carro, com a #Família, quando aconteceu o disparou que o feriu mortalmente. A tragédia aconteceu em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, e a polícia está investigando esse caso. O pequeno Juan foi a única vítima, e a família e amigos estão arrasados com esse acontecimento. 

Tudo aconteceu quando o bebê se encontrava no banco traseiro do carro,no veículo estavam viajando os pais de Juan, uma irmã de 14 anos e a avó, e estavam saindo de uma festa, por volta das 23 horas. O bebê foi a única vítima, após esse disparo.

Publicidade
Publicidade

O pai do menino, Jardel Benites, teria notado a condução estranha do carro que o estava seguindo e teria diminuído a velocidade. Foi nesse momento, que do carro detrás saiu uma bala. O tiro entrou pela traseira do carro, apanhando a cabeça do menino e saiu pelo painel da frente do carro. 

Teria sido apenas um disparo e a polícia está agora investigando as motivações desse #Crime, que deixaram uma vítima mortal. A criança ainda foi levada para o hospital, mas acabou por não resistir aos graves ferimentos. Entretanto, já durante a madrugada desta terça-feira, os pais passaram pela delegacia, onde prestaram seu depoimento. 

Como não ocorreu qualquer tiroteio nas redondezas, as primeiras informações da Polícia Civil estão apontando para a possibilidade de os criminosos terem confundido o carro.

Publicidade

Eles poderiam ter pensado que se tratava ou de algum gangue rival ou até mesmo que fosse um carro da polícia disfarçado. O caso está agora nas mãos da divisão de homicídios e estão procurando identificar o veículo perseguidor, nas câmeras de segurança da área, facilitando a identificação dos criminosos. 

Ainda muito abalados, família e amigos de Juan estão prestando sua homenagem para a criança. No Facebook, Jardel publicou algumas imagens do menino, contando o quanto o amava e como vai sentir sua falta. O casal tem ainda uma outra filha, de 14 anos, e o pequeno Juan era o filho temporão, que chegou para dar ainda mais alegria em suas vidas.  #Casos de polícia