Mais de 150 cientistas mandaram uma carta aberta, pedindo para que os Jogos Olímpicos do Rio 2016 sejam adiados ou transferidos para outro lugar. Entre esses especialistas, estão médicos da Fiocruz e de universidades muito importantes e reconhecidas. Eles afirmam que o vírus da zika pode colocar em risco a saúde global.

Já era quase 1h10 em Genebra (Suíça), quando a OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgou a resposta oficial. A OMS disse que com base na avaliação atual, cancelar, adiar ou alterar o local dos Jogos Olímpicos de 2016, não vai mudar de forma significativa a propagação internacional do vírus da zika. Segundo a OMS, a melhor maneira de reduzir o risco da doença, é seguir os conselhos de viagem.

Publicidade
Publicidade

São os mesmos conselhos, já divulgados pela Organização Mundial da Saúde antes, ou seja, entre eles usar repelentes, roupas de preferência de cor clara que cubram o corpo o máximo possível, escolher acomodações com ar condicionado, praticar sexo seguro ou se abster de sexo durante a viagem ao Rio de Janeiro. As únicas pessoas que devem evitar os locais onde serão disputados os Jogos Olímpicos, segundo orientação da OMS, são as mulheres grávidas. A organização encerrou a nota afirmando que está acompanhando a situação e prometeu atualizações caso necessário.

O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos da América também declarou que não há motivos para que seja feita nenhuma mudança.

O Comitê Rio 2016 declarou que tem certeza de que os jogos serão realizados na data estabelecida, com absoluta segurança.

Publicidade

A prefeitura do Rio disse que o vírus da zika é uma preocupação mundial e que vai intensificar inspeções para que qualquer foco do mosquito transmissor do vírus seja eliminado.

Falou-se também da prevenção em relação ao criadouro do mosquito Aedes aegypti, que são: #Rio2016 #Organização Mundial de Saúde

  • Não deixar água parada em pneus;
  • Virar garrafas com a boca para baixo;
  • Colocar areia no prato que fica embaixo do vaso de planta;
  • Tampar a caixa d'água;
  • Amarrar muito bem os sacos de lixo;
  • Fazer a limpeza das calhas com uma maior frequência, para evitar acumulo de água.