O sonho de participar e representar o Brasil nos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, não é meramente um desejo profundo de cada esportista brasileiro, mas pode, também, ter papel fundamental a força e apoio de cada mãe desses atletas, fator de extrema importância e verdadeiro impulso para que se conquiste as tão almejadas medalhas, levando o Brasil para o mais alto pódio.

O momento único e especial não faz parte apenas do pensamento de cada esportista, mas também é parte do sonho de cada mãe. Praticamente uma semana após a comemoração do dia das Mães, elas torcem para que seus filhos sejam bem sucedidos em todas as competições que irão participar no Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

O Brasil, agora sob novo governo, poderia até mesmo trazer algum tipo de incerteza ou resultar em qualquer tipo de dúvida para a comunidade internacional, porém, o que se vê, são preparativos e ansiedade generalizada para que se chegue o mais rápido possível, o  grande dia inaugural dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro.

Mães esportistas

A jogadora de vôlei da seleção brasileira, Tandara, é mãe de uma criança de 8 meses de idade, a pequena Maria Clara. A atleta se organiza e concilia toda a rotina de treinos com os afazeres de mãe. De acordo com Tandara, a mesma teve que "aprender a ser mãe, atleta e mulher", conta a jogadora de vôlei da seleção brasileira. Desde que teve todo o acompanhamento de sua gestação, já  a partir do sexto mês de gravidez, Tandara não deixou de realizar suas atividades físicas e preparatórias para os Jogos.

Publicidade

Ela realizava atividades como pilates, musculação e corridas, além de caminhadas diárias.

Outra atleta brasileira que conseguiu conciliar a sua rotina de treinos intensos, paralelamente aos seus cuidados de mãe, em relação ao pequeno Bento, nascido em 2012, é a remadora Fernanda Nunes. Ela conta que teve que se programar para descansar, inclusive alternando horários de treinos, especialmente para as manhãs, para que pudesse estar com seu filho, durante os períodos da tarde e noite. A rotina das mães esportistas, juntamente ao acompanhamento familiar e todo o sentimento de carinho a seus filhos, fazem parte do mundo do esporte e estarão presentes nos Jogos Olímpicos da cidade do Rio de Janeiro. #Rio2016