A menos de 100 dias dos Jogos Olímpicos no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, autoridades que trabalham no prédio do Centro Integrado de Comando e Controle Regional afirmaram que a segurança para os esportistas e as pessoas que os acompanham nas delegações que vêm de vários países do mundo será reforçada com um esquema especial de câmeras. Tal tecnologia proporciona aos profissionais um monitoramento em tempo real, e ainda vão contar com quatro balões não tripulados e permanentes, repletos de câmeras.

Os principais pontos da cidade do Rio de Janeiro, que acomodarão os jogos – Deodoro, Barra da Tijuca, Maracanã e Copacabana, serão os pontos chaves para o monitoramento.

Publicidade
Publicidade

De acordo com José Mariano Beltrame, secretário de segurança, as autoridades terão a seu favor uma mesa tática que possui cerca de 20 lugares e outra tela tática que objetivará o monitoramento das movimentações feitas pelas comitivas, delegações e torcedores que estarão circulando pelas instalações olímpicas e também por toda a cidade do Rio de Janeiro.

A divulgação desse sistema foi feita pelo Portal G1 que teve acesso ao local e fez matéria acerca da tecnologia utilizada para o evento olímpico. “Importante salientar que cada local de competição terá o seu (centro). – Diz o subsecretário – Aqui somos o Centro Integrado de Comando e Controle Regional, com o Centro Integrado Nacional acima de nós, em Brasília”, detalhou Edval Novaes.

As atenções de praticamente todos os países do mundo estarão voltadas para o Brasil nesse período de jogos, e é exatamente por isso que a cidade do Rio de Janeiro, através de sua segurança pública, já organiza os últimos detalhes para que tudo ocorra tranquilamente e com um mínimo de acontecimentos não-pacíficos.

Publicidade

Há uma outra preocupação vista nas informações de toda a mídia que passa a cobrir a iminência das Olimpíadas do Rio, que tem a ver com a questão de atentados. Esse fato preocupa as autoridades. A questão do zika vírus também põe certa cautela nas delegações que vêm até o Brasil. #Rio2016