Nesta terça-feira (17), o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou que 31 atletas de 12 países diferentes podem ser impedidos de competir nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. Depois de reanalisar amostras de 454 competidores que participaram das Olimpíadas de Pequim em 2008, na China, o COI descobriu resultados suspeitos de doping relativos a seis esportes diferentes.

Além da reanálise dos exames dos competidores de Pequim, mais 250 amostras provenientes de participantes dos Jogos Olímpicos de Londres, que ocorreram em 2012, serão testadas novamente, informaram as autoridades desportivas.

Por meio de um porta-voz, o Comitê Olímpico Internacional declarou que notificará os atletas nos próximos dias, porém, não tornou suas identidades públicas.

Publicidade
Publicidade

A ação deixa claro que o COI não aceitará comportamento desleal por parte dos competidores nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Pente fino nas irregularidades

O anúncio do COI vem logo em seguida das declarações de Grigory Rodchenkov, ex-diretor do laboratório antidoping da Rússia, que confessou ter trabalhado durante anos com a conivência do governo daquele país usando substâncias proibidas que melhoravam o desempenho dos atletas russos, e cujos resultados positivos para doping eram adulterados.

Dr. Rodchenkov disse ao The New York Times que alguns atletas da Rússia haviam competido dopados durante os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, de Londres, em 2012, e nas Olimpíadas de Inverno, de 2014 em Sochi, quando o esquema de fraude foi descoberto.

Reagindo a essas declarações, o COI convocou uma reunião especial de seu conselho executivo, e, em um comunicado, afirmou que a Agência Mundial Antidoping (AMA) vai iniciar uma investigação sobre as alegações de que os testes do laboratório de Sochi tenham sido subvertidos.

Publicidade

A AMA, por sua vez, informou que irá compor uma equipe para investigar a história do Dr. Rodchenkov. O grupo contará com a liderança de Mathieu Holz, gerente de investigações da Agência Mundial Antidoping e agente da Interpol.

A equipe deverá produzir um relatório assim que as investigações estiverem concluídas. #Rio2016