Na sexta-feira passada, três membros da equipe espanhola de vela foram assaltados enquanto confraternizavam após os treinos num bar no Rio de Janeiro. Entre eles estavam uma campeã mundial, um campeão olímpico de vela e também o seu técnico.

O assalto ocorreu no bairro de Santa Teresa. Este é um lugar muito frequentado por turistas devido à sua paisagem colonial e ao seu clima de festa que continua depois das altas horas da noite. Mesmo distante das praias mais conhecidas dos cartões-postais, o bairro de Santa Teresa atrai muito movimento e não é particularmente perigoso.

Os integrantes da delegação de vela espanhola foram abordados por jovens armados.

Publicidade
Publicidade

Os atletas contaram depois à polícia que foram ameaçados por pelo menos duas armas de fogo e assim entregaram seus pertences, conseguindo sair ilesos da situação. No roubo foram levados dinheiro, uma bolsa, documentos e também uma câmera fotográfica.

Faltando apenas três meses para início dos Jogos Olímpicos, a cidade do Rio de Janeiro está passando por uma espécie de crise na segurança. O policiamento nas ruas diminuiu substancialmente e moradores estão reclamando cada vez mais do problema de assaltos. Essa situação é provocada em parte pela crise financeira por que passa o estado. Sem ter como pagar os profissionais em dia, muitos não estão aceitando trabalhar de graça e outros foram dispensados do serviço.

De acordo com o Instituto de Segurança Pública, os homicídios e roubos aumentaram bastante no período entre janeiro e abril.

Publicidade

Quando o assunto é roubo a mão armada na rua o aumento foi de quase 24%. A situação é alarmante numa cidade que pretende receber turistas e atletas de todas as partes do mundo. Não à toa, alguns canais da imprensa internacional mostram descrença em relação à olimpíadas e alertam seus cidadãos para os cuidados extras que devem ter ao chegar no Brasil.

Essa não é a primeira vez que atletas estrangeiros passam por situações de risco na cidade do Rio de Janeiro. Com a proximidade dos Jogos Olímpicos, espera-se que as autoridades encontrem uma solução sobre o policiamento. #Jogos #Rio2016