Um dos estupradores da garota de 16 anos foi até ela pedir perdão, mas ela não o perdoou. O caso gerou polêmica porque segundo a jovem, esse tipo de #Crime não tem perdão. A declaração é polêmica porque está acontecendo uma grande movimentação nas redes sociais condenando o estupro e pedindo punição para os envolvidos neste caso.

O fato da jovem perdoar seu estuprador não significa que ele deixará de ser punido, apenas que ele poderia conviver com o fato de que foi perdoado pela vítima, mas não foi isso que aconteceu e os internautas se dividem - alguns acham que o perdão poderia ser dado, enquanto outros acham que é fácil dizer que tem que perdoar quando não é conosco, mas quem é estuprada por mais de 30 homens sabe muito bem a dor que terá que carregar para sempre na alma, além do estado emocional, que ficará abalado para o resto da vida, mesmo que se tenha um bom acompanhamento psicológico.

Publicidade
Publicidade

Na manhã desta sexta-feira (27), a mãe da jovem estuprada precisou chamar o Corpo de Bombeiros para ir até o condomínio onde ela mora, pois a filha estaria bastante agitada e causou confusão na portaria do prédio onde reside e os militares tiveram que acalmá-la.

Os moradores do condomínio acabaram se envolvendo na confusão para impedir que fosse realizada uma entrevista com a jovem violentada, tendo como cenário a piscina do prédio onde ela mora. A entrevista acabou sendo no apartamento da família e o desabafo tomou conta da conversa.

A menina estuprada tem um filho de 3 anos e diz estar sofrendo muito com o preconceito que vem sofrendo. "Eu me sinto um lixo e o estigma é o que mais está doendo agora", disse a garota emocionada.

Ela contou que leu no Facebook algumas pessoas dizendo que ela era culpada por causa da roupa que estava usando, mas garante que a mulher estuprada nunca tem culpa e que dizer isso seria o mesmo que afirmar que uma vítima de assalto foi a culpada por estar portando o objeto furtado.

Publicidade

Agora a família da jovem já pensa em mudar para outro estado, em busca de paz e para que a jovem e seu filho possam tentar ter uma vida normal, ou o mais próximo disso. #Internet #Casos de polícia