O Brasil acordou com uma chocante informação envolvendo um ex-participante de reality show. O designer Laércio Moura foi preso sob acusação de estuprar uma vulnerável. Ele ainda teria fornecido bebidas alcoólicas para uma criança, uma menina de 13 anos, que entrava na pré-adolescente. A informação foi confirmada pela hoje adolescente de 17 anos, que explicou que seu relacionamento durou três anos com Laércio. O 'Barba Azul' ficou conhecido por participar da décima sexta edição do 'Big Brother Brasil', quando a jornalista Ana Paula arranjou um barraco com ele, chamando-lo de "pedófilo". Naquela época, não existia qualquer prova que ele pudesse praticar pedofilia.

Publicidade
Publicidade

Ele apenas tinha confessado manter relações sexuais com uma jovem de 17 anos.  

A prisão e os motivos dela foram confirmados pelo Núcleo de Proteção à Criança da Polícia Civil de Curitiba, no Paraná. Uma investigação começou a ser feita ainda quando Laércio estava no reality show da Globo e começou depois de denúncias realizadas na internet, quando relatos do suposto relacionamento com a jovem fora publicados. Nesta segunda, 16, ao ser apresentado pela polícia a jornalistas, o ex-BBB tentou esconder o rosto. Ele pegou uma jaqueta que utilizada e cobriu a "cara". Não adiantou muita coisa, até porque por conta de sua participação no 'Big Brother', o designer ficou conhecido em todo o Brasil. 

Uma conversa entre Laércio e a menina de 13 anos foi divulgada pela polícia. Nela, Moura bate papo com sua "namorada" através do bate papo do Facebook.

Publicidade

Ele pede que a menina não conte nada da relação para a família e amigos, pois assim tudo estaria "sussa". Em outro momento, ele oferece bebida e "fumo" para a menor de idade, o que a delegada que apura o caso também disse ser #Crime. Estabelecimentos em todo o país são proibidos de vender bebidas alcoólicas para menores de 18 anos. Relações sexuais com menores de 14 anos, consentidas ou não, pela legislação brasileira tipifica o crime de "pedofilia". O crime também existe mesmo que não exista "penetração", mas só carícias, por exemplo.  #BBB Big Brother Brasil